Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

31 de janeiro de 2018

Joaquim de Carvalho e a escolha de Engenharia por mulheres - Palestra de ex-alunas no Projecto-Piloto “Engenheiras por um Dia”



EDUCAÇÃO



Na passada terça-feira, dia 30 de Janeiro, cinco ex-alunas regressaram à Escola Joaquim de Carvalho, para, no âmbito do Projecto-Piloto “Engenheiras por um Dia”, partilharem a sua experiência nesta área do saber.



Na sequência da parceria estabelecida com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), o Instituto Superior Técnico (IST), e a Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM), a Escola Joaquim de Carvalho tem vindo a desenvolver diversas iniciativas com o objectivo de combater a segregação das ocupações profissionais em razão do género, e, sustentado numa nova legislação, agir na identificação dos factores não escritos, decorrentes de estereótipos de género, presentes nas práticas das organizações.

Deste modo, as professoras responsáveis pelo Projecto-Piloto “Engenheiras por um Dia”, Anatilde Gomes e Júlia Seiça, dinamizaram, desta feita, esta palestra, destinada a cerca de 200 alunos do 11.º ano, de todos os cursos. Deram início à sessão três alunas, Mafalda Maia do curso de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (3.º ano), Inês Pina de Engenharia de Gestão Industrial (1.º ano) e Seomara Félix de Engenharia Física (1º.ano). Falaram sobre a percentagem de alunas em cada um dos cursos, da média de acesso exigida, do tipo de aulas ministrado, da adaptação a um novo meio e da mudança de rotinas, do relacionamento inter-pares, onde tradicionalmente predomina o género masculino.

De seguida, partilharam a sua experiência as Engenheiras Catarina Mota Lopes (Engenharia Mecânica) e Clara Moura (Engenharia Civil). Já com alguns anos de experiência profissional, tendo vivido em diferentes países, para além de Portugal, Inglaterra, Noruega e Gana, estas jovens Engenheiras deram conta da importância do tipo de preparação académica que tiveram, que lhes forneceu ferramentas e competências que lhes permitiram uma boa adaptação a diferentes culturas e realidades profissionais. Acima de tudo, deixaram o seu testemunho quanto à possibilidade de ter sucesso, sendo mulheres engenheiras, num mundo maioritariamente masculino, mesmo, no mundo do petróleo, quando assumem cargos de liderança em relação aos homens.

No final, a assistência interagiu com as palestrantes convidadas, colocando questões que evidenciaram o interesse suscitado pelas intervenções e, sobretudo, por esta temática.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto