Atropelou um jovem, iniciou uma fuga e agrediu agentes da PSP na Figueira da Foz



No dia 24 de janeiro, pelas 18H20, por haver notícia de um atropelamento de um rapaz de 14 anos na Rua Augusto Fernandes dos Santos Branco, Figueira da Foz, a PSP deslocou-se ao local, momento em que o carro interveniente se pôs em fuga. 


«Durante a perseguição policial o condutor praticou uma condução agressiva e perigosa, colocando em risco os restantes utilizadores da via. Já fora do veículo, o suspeito, um homem de 43 anos, ainda tentou a fuga apeada para a sua residência, tendo, para o efeito, partido a porta de entrada com um pontapé. Ainda assim, graças à rápida intervenção da Polícia o suspeito foi intercetado» refere a PSP através de nota de imprensa.

«Com uma postura agressiva, proferiu insultos e ameaças graves à integridade física dos agentes, tendo mesmo chegado a agredi-los. Por ter sido interveniente num atropelamento teria que ser sujeito ao teste de alcoolemia, mas recusou-se sempre a faze-lo. Conduzido ao hospital para recolha de sangue – protocolo em casos de recusa – a agressividade manteve-se apesar dos apelos da família e da defensora, recusando também esse procedimento. Perante o relatado foi detido, mantendo, ainda assim o comportamento agressivo e insultuoso». 

O menor atropelado recebeu tratamento hospitalar, já tendo tido alta. O homem foi presente a autoridade judicial competente, desconhecendo-se as medidas de coação aplicadas.

Publicar um comentário

2 Comentários

  1. O sujeito levou como penalização apresentação periódicas ����

    ResponderEliminar
  2. Este anormal precisa de um corretivo que lhe retire os seus instintos anomalos para que possa viver em sociedade, respeitando-a. A justiça será capaz de o fazer? Duvido.

    ResponderEliminar