Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

16 de dezembro de 2018

Voluntariado no Quénia - A experiência de um jovem médico na Escola Bernardino Machado



A Escola Secundária Bernardino Machado, teve, no passado dia 13 de Dezembro, a oportunidade de receber o jovem Luís Baptista para a realização de uma palestra subordinada ao tema “Voluntariado no Quénia – experiência de um jovem médico”. Este recém-licenciado em Medicina, decidiu fazer uma pausa no seu percurso académico, adiando por um ano a sua candidatura à especialidade, para se dedicar a ações de voluntariado. Desta forma decidiu embarcar na aventura de viajar para o Quénia e disponibilizar as suas competências como médico, num orfanato, situado numa pequena cidade no centro desse pais africano. 


Foi através da narração das suas vivências que o Luís partilhou, com cerca de 120 alunos da Escola Secundária Bernardino Machado, as particularidades da cultura desse país, falando dos usos e costumes de algumas das tribos locais. Relatou da sua experiência como médico voluntário e acima de tudo como ser humano, europeu, cuja realidade de vida é tão diferente daquela que encontrou. Desde a alimentação, pouca, simples e monótona, as condições de higiene (ou a falta delas), as tradições e os ritos culturais, a dificuldade que as crianças passam para se deslocarem para a escola (duas horas a caminhar todos os dias), o estatuto inferior desempenhado pela mulher nesta sociedade, a existência da poligamia, a falta de medicamentos e de equipamento médico, a falta de camas no hospital, o desprendimento com que se lida com a morte… 

«Estas histórias contadas na primeira pessoa, vieram lembrar aos alunos desta escola a importância e o impacto que têm, na vida daqueles que mais precisam, as ações de voluntariado, e lembrar que apesar dos problemas que cada um possa carregar, a sua vida, a sua realidade é relativamente mais simples do que a realidade destas crianças africanas que, desde tenra idade, percebem que têm de ser elas próprias a tentar encontrar formas de sobreviver e de pedir ajuda para assim poderem escapar à regra, tantas vezes imposta, de “matar para não ser morto”».

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Principais destaques da semana

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI
Copyright © Foz ao Minuto