Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

26 de agosto de 2019

CDS-PP sobre os trabalhos na Rua dos Combatentes da Grande Guerra e vias adjacentes «A Câmara Municipal da Figueira da Foz tem sido insensível às justas reclamações dos lesados»






A comissão política do CDS-PP através de comunicado, afirma «estar atenta à situação de paralisia das obras na Rua dos Combatentes e vias adjacentes, que têm acarretado prejuízos pessoais e patrimoniais aos particulares e empresas residentes, além de poder potenciar uma situação de insegurança em caso de catástrofe ou incêndio urbano» emitindo um comunicado onde considera a CMFF de ser «insensível às justas reclamações dos lesados».


Leia na íntegra o comunicado da Comissão Política do CDS-PP da Figueira da Foz:



«A Comissão Política Concelhia do CDS-PP da Figueira da Foz tem acompanhado com preocupação a situação dos residentes na zona da empreitada de requalificação da zona antiga da cidade, em especial os trabalhos na Rua dos Combatentes da Grande Guerra e vias adjacentes. O quase abandono da empreitada vem causando prejuízos, tanto na vida privada como no desenvolvimento das atividades comerciais, dos moradores. A Câmara Municipal da Figueira da Foz tem sido insensível às justas reclamações dos lesados. Esta atitude não é de estranhar pois, avançou para a empreitada de requalificação sem ter efetuado qualquer estudo sobre o impacto social e ambiental dessa obra. O governo de um município faz-se para as pessoas. São os munícipes a razão de ser da existência dos órgãos autárquicos e estes devem zelar pela coisa pública e propiciar qualidade de vida de quem os elegeu. O interesse público não pode ser a razão justificativa para a imposição indefinida de sacrifícios aos moradores e comerciantes na zona das obras requalificação. Esgotado o prazo de 6 (seis) meses inicialmente anunciado para a realização da empreitada, não foi anunciada qualquer data de conclusão. A situação é caótica, com as vias intransitáveis, esgotos a céu aberto, poeiras em suspensão no ar e ocorrência de maus odores. Os comerciantes têm tido quebras acentuadas de faturação e não têm podido gerir os seus negócios de maneira normal por a sua clientela não ter forma de aceder confortavelmente aos estabelecimentos comerciais aí instalados. O executivo municipal tem justificado o protelamento da conclusão da empreitada com a superveniente “descoberta” de vestígios arqueológicos que necessitavam de ser registados e preservados, e, com as “dificuldades” que atravessa a empresa responsável pela empreitada. Ambos os argumentos são fracas desculpas políticas destinadas a lançar poeira nos olhos dos munícipes Os serviços de urbanismo da CMFF não podiam ignorar, mesmo não sabendo exatamente o trajeto, a existência da conduta de água que colocaram a descoberto. O concurso da empreitada deveria ter previsto essa possibilidade no seu caderno de encargos. E não será conveniente para o executivo da CMFF, esta cessão de posição da empresa adjudicatária do contrato de empreitada das obras de requalificação, para justificar aos residentes lesados, a paralisação dos trabalhos? O CDS/PP da Figueira da Foz assume a sua responsabilidade política na defesa dos munícipes, dos valores e do programa que preconiza para cidade e o concelho, e com o qual se apresentou nas últimas eleições autárquicas. Assim, não fica indiferente aos prejuízos dos residentes e comerciantes e reitera a sua solidariedade para com eles».

«Endereça publicamente ao Senhor Presidente da Câmara asseguintes QUESTÕES:

• Qual é o prazo para a conclusão dos trabalhos na Rua dosCombatentes e vias adjacentes?• Estará o executivo municipal disposto a arcar com o ónuspolítico em caso de um incêndio urbano ou outra catástrofe queocorra nesse local, pela impossibilidade dos meios de socorropoderem intervir eficazmente, pela intransitabilidade das vias?
• Como irá compensar os residentes, particulares ecomerciantes, pela imposição de um sacrifíciodesproporcionado em nome do interesse público?


Porque estas perguntas necessitam de resposta, a bem daDemocracia! A bem da Figueira da Foz!
A Comissão Política Concelhia»

1 comentário:

  1. Pelo que sei, taparam a conduta quando fizeram a estrada e agora querem mapear o que não fizeram... só que os dias sucedem-se e ninguém faz nada: a empreitada deve ter acabado no início de férias dos autarcas....

    ResponderEliminar

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

Mais recentes em destaque

Direitos de Autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.

Copyright © Foz ao Minuto