CHEGA faz proposta à Câmara Municipal da Figueira da Foz de apoio a empresários da restauração



A Comissão Política Concelhia da Figueira da Foz do CHEGA, presidida por Sérgio Carriço, enviou uma proposta, ao executivo camarário no sentido de «apoiar os empresários da restauração local que têm a obrigação de contratar nadadores-salvadores» leia na íntegra a proposta do CHEGA/Figueira da Foz, dirigida ao presidente da CMFF:


«Na sequência da atividade política da comissão política concelhia do CHEGA, é nossa preocupação gerir os anseios, expectativas e necessidades dos nossos eleitores e de todos aqueles que não o sejam mas desempenham um importante papel no que concerne ao desenvolvimento do nosso concelho. Falamos de empresários, falamos de trabalhadores que embora não residam no concelho, por cá trabalham e por cá fazem o seu dia a dia. Fruto dessa atividade política que privilegia pela maior proximidade possível para com as pessoas, pois é essa a nossa forma de estar na política, verificamos algo transversal e de extrema importância para a subsistência de um sector que sem dúvida é dos mais lesados com a atual pandemia causada pelo COVID-19, falamos da restauração. Sabemos que os encargos provenientes da contratação dos nadadores salvadores da passada época balnear representa um enorme peso na tesouraria dos empresários deste ramo, muito mais quando se fala de um ano atípico como aquele em que vivemos. Desta forma, o Partido CHEGA, através da Concelhia da Figueira da Foz, pretende trazer à discussão pública a proposta de comparticipação da autarquia representando 30% do custo total imputado aos empresários que dispõem dessa obrigação. É nossa intenção lutar e ser a voz política dos empresários e comerciantes que tão afetados estão a ser com a pandemia, recordando a sua grande importância para a economia local. Esta será a primeira de várias propostas que o CHEGA irá apresentar de forma a pugnar pelos interesses de todos os Munícipes e de todos aqueles que de uma forma ou outra, são peças chaves na dinamização do Concelho. Estamos certos de que a presente proposta irá ser merecedora da sua melhor atenção.»

Publicar um comentário

1 Comentários

  1. Pensava que toda a gente era chave para a economia, não só os empresários da restauração.

    ResponderEliminar