Escola Bernardino Machado e os Miniveleiros no Estreito de Magalhães





A Escola Secundária Bernardino Machado enquanto Escola Magalhânica, associa-se à Comemoração dos 500 anos da Descoberta do Estreito de Magalhães, através do projeto “Miniveleiros no Estreito de Magalhães” que se desenvolveu de 19 a 21 de outubro, com as turmas 10ºA e 11ºA, articulando os contributos das disciplinas de História A, Filosofia e Geografia A, bem como da Biblioteca Escolar e do Clube da UNESCO. Durante as aulas, os alunos produziram mensagens sobre o tema que carregaram para a aplicação Padlet. Ao preparem as mensagens, os alunos aprenderam sobre correntes oceânicas, clima, tecnologia, outras culturas e, sobretudo, aprenderam e viveram o legado da expedição de Magalhães. As mensagens das escolas magalhânicas de Portugal e do Chile serão transportadas por três miniveleiros que atravessarão o Estreito de Magalhães. Cada miniveleiro (não tripulado), com a designação de cada uma das naus que atravessaram o estreito (Victoria, Trinidad e Concepción) tem um tamanho de 1,5m e um transmissor de GPS que, através de uma aplicação web, permite o seu acompanhamento em tempo real enquanto ele navega pelo oceano.

Publicar um comentário

0 Comentários