Figueira da Foz galardoada com prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta



O Município da Figueira da Foz foi galardoado com o prémio nacional da mobilidade em bicicleta 2020, na categoria de Autarquias e Freguesias, pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), numa cerimónia que se realizou u ontem, quinta-feira, no Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro, em Telheiras. 

O presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Carlos Monteiro congratulou a iniciativa, tendo referido que esta "traz para primeiro plano a importância e as mais-valias do uso da bicicleta, já não associada ao lazer ou à prática desportiva, mas assumindo-a enquanto meio de transporte viável". O edil acrescentou ainda que foi com esse horizonte que a autarquia tem, ao longo dos últimos tempos, "feito uma aposta na melhoria de serviços e infraestruturas de mobilidade para uso público", tendo-se empenhado em dar enfoque à bicicleta como meio de transporte "suave, seguro, económico, mais amigo da saúde do utilizador e do planeta". Os projetos de "O Ciclismo vai à Escola" - direcionado ao 2º ciclo - iniciado em 2017 e as "Figas" inauguradas em 2020 -, que colocaram ao dispor de todos os cidadãos da Figueira da Foz e visitantes um sistema de bicicletas partilhadas que já conta com 38 mil quilómetros percorridos -, foram alguns dos projetos destacados pelo autarca que comprovam o trabalho tido numa perspetiva de "diversificação da oferta e valorização da mobilidade". Também a Rota Eurovelo, uma rota europeia ciclável que passará e convergirá na Costa Altântica; como a ciclovia do Mondego, que utiliza o rio como via 2 estruturante e ligará Coimbra à Figueira da Foz; ou a Grande Rota do Mondego, que visa dinamizar turisticamente os territórios entre a Figueira da Foz e Oliveira do Hospital, numa vertente pedonal de 142km de extensão; e ainda a ciclovia da marginal da cidade/praia, foram projetos abordados pelo presidente. Recorde-se que o prémio nacional "Mobilidade em Bicicleta" foi criado pela FPCUB, em 2006, de forma a reconhecer publicamente o contributo de determinadas entidades ou pessoas individuais que tenham promovido a utilização da bicicleta nas suas múltiplas vertentes, através da criação ou melhoria de condições e facilidades em Portugal e/ou da divulgação de iniciativas fomentadoras do uso deste modo de transporte não motorizado.

Publicar um comentário

1 Comentários