Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

24 de fevereiro de 2019

Reforço operacional e homenagens em destaque nos 87 anos dos Bombeiros de Montemor-o-Velho



No dia 24 de fevereiro, as comemorações do 87º aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Velho (AHBVMV) atraíram muito público e entidades à sede do concelho, mostrando que a corporação montemorense se encontra a atravessar uma fase plena de vitalidade e que lhe permite encarar o futuro com tranquilidade. 


Antes da sessão solene de aniversário, o momento festivo iniciou-se com a receção às entidades, a revista à formatura e guarda de honra, efetuada pelo Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, a cerimónia de bênção de um Veículo Tanque Tático Urbano (VTTU) – viatura Joaquim Maria de São José Cardoso (presidente da Direção da LACTICOOP), promoções e condecorações a bombeiros (medalhas de altruísmo, serviços distintos e assiduidade) e o desfile apeado e motorizado. Ao destacar “a forma como a corporação montemorense interage com a comunidade”, Emílio Torrão, fez questão de deixar palavras de elogio aos bombeiros e a todos os homenageados, em particular a José Maria Pereira, pela dedicação à 4ª Secção de Arazede e que passou ao quadro de honra, tendo aproveitado para “saudar, elogiar e reconhecer a organização e a saúde financeira” da AHBVMV. Numa referência à tempestade Leslie e à forma de atuação dos diversos elementos da proteção civil, o edil montemorense reforçou: “Fomos verdadeiramente exemplares na execução das nossas tarefas”. “O meu comandante do dispositivo é o Comandante Operacional Distrital de Operações de Socorro de Coimbra (CODIS), o comandante Carlos Luís Tavares, e o meu comandante local é o Joaquim Carraco, ou o 2º comandante Rui Couceiro porque são essas pessoas que eu vejo a combater os incêndios e a dar cara quando temos problemas ou quando precisamos de deles ou dos bombeiros”, sublinhou, Emílio Torrão, no decorrer da sua intervenção. No momento, o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, ao sugerir que os governantes se deviam deslocar às associações de bombeiros voluntários para verem e sentirem o trabalho realizado, lembrou a atividade da Escola de Infantes e Cadetes e destacou: “Os jovens cadetes vão incorporar os valores do espírito de comunidade, de solidariedade e de ajuda ao próximo”. A par das diversas intervenções das entidades convidadas e presentes na mesa de honra que saudaram a data festiva e o trabalho desenvolvido pela AHBVMV, o Comandante Carlos Luís Tavares, CODIS e representante da Autoridade Nacional de Proteção Civil, elogiou a atuação do edil montemorense por procurar “ter sistemas evoluídos de prevenção e meios para resposta” no município e o apoio prestado aos bombeiros, sendo este feito com “sapiência e lucidez por saber que esta associação tem um papel fundamental na proteção civil municipal e na proteção das suas gentes”. Ao fazer um balanço dos últimos quatro anos, o comandante do Corpo de Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Velho, Joaquim Carraco, referiu, por exemplo, o aumento da resposta pré-hospitalar ou o transportes de doentes não urgentes, bem como lembrou o investimento feito na formação, equipamentos e instalações, tendo revelado que “dentro de dias, vão ter início as obras complementares do projeto de ampliação e requalificação” do quartel sede. De igual modo, o presidente da direção da AHBVMV, Nuno Rasteiro, referiu que os bombeiros “são a maior força da proteção civil em Portugal”, destacou a atividade desenvolvida pela instituição montemorense e deixou palavras de agradecimento a todos os que têm colaborado com a instituição, nomeadamente o apoio dado pela Câmara Municipal “na comparticipação dos 15% do apoio nacional da candidatura efetuada para as obras no quartel”. Na sessão pontuada por diversas apresentações multimédia que mostraram a atividade dos bombeiros e de alguns homenageados, foi também entregue a medalha de Serviços Distintos da Liga dos Bombeiros Portugueses, a José Maria Pereira, e os crachás de ouro a Licínio Serrano e a Joaquim Guerra. Para a história do 87º aniversário fica, igualmente, a primeira entrega de distinções honoríficas da AHBVMV, tendo sido o regulamento aprovado na Assembleia Geral Extraordinária de 18 de fevereiro de 2019. Assim, a Lacticoop - União de Cooperativas de entre Douro e Mondego foi distinguida como sócio benemérito; a medalha de ouro foi atribuída, a título póstumo, a Ernesto Crispim (primeiro comandante da corporação), tendo sido recebida por Licínio Henriques Pereira, bombeiro do quadro de honra e que conviveu com o homenageado; e, por sua vez, Ana Filomena Galvão, José Maria Pereira, Manuel Teixeira e Hermínio Raimundo receberam medalhas de Serviços Distintos – grau prata. No momento foram ainda entregues diplomas de bons serviços a pessoas em nome individual, empresas e coletividades que apoiaram a instituição montemorense em 2018. As comemorações do 87º aniversário da AHBVMV decorreram entre 9 e 24 de fevereiro, tendo terminado com um almoço de confraternização.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI
Copyright © Foz ao Minuto