Projeto ComParte continua na Escola Bernardino Machado



«Depois de uma intensa semana em que a equipa do ComParte (jovens de Lisboa) ouviu as Recomendações e o Conhecimento que os Prós da Educação (alunos do 8º e do 10º ano da Escola Secundária Bernardino Machado) têm para a Educação em Portugal, sobre as relações entre Alunos e Professores, chegou o momento de inspirar os decisores locais e de lançar bases para a co-construção de uma Educação a funcionar ainda melhor». 


A proposta do ComParte é a de criar o melhor ambiente para que os Prós da Educação sintam que as suas recomendações ecoam nos processos de decisão dos decisores, proporcionando assim um encontro entre alguns Prós que estão envolvidos neste processo desde o início, e os decisores locais que permitiram esta colaboração (diretor da escola, parceiros institucionais, professores e funcionários). Assim, no dia 22 de janeiro, os alunos da Escola Bernardino Machado, selecionados pelos seus colegas, seis do 8º ano e seis do 10º ano reuniram com os elementos do Projeto ComParte, vindos expressamente de Lisboa, de onde coordenam este projeto nacional de melhoria do sistema educativo. No dia 23 de janeiro todos eles reuniram com o Diretor do Agrupamento de Escolas Figueira Mar, professores, funcionários e elementos da Câmara Municipal da Figueira da Foz. Os alunos apresentaram as suas propostas para a melhoria do sistema educativo, os adultos escutaram atentamente e no final, durante duas horas, houve troca de opiniões e debate, sendo que uma das principais conclusões foi que o bom relacionamento humano é fundamental para estabelecer uma relação de confiança entre professores e alunos. Ouvir a opinião dos alunos também é fundamental. Em Fevereiro, a equipa do Comparte regressará à Escola Bernardino Machado para continuar a ouvir as propostas dos alunos relativamente à melhoria do funcionamento das escolas em Portugal. Entretanto, os jovens do ComParte irão escutar alunos de Lisboa e de Moura. Este projeto tem o apoio do Ministério da Educação

Publicar um comentário

0 Comentários