Museu Municipal dá conhecer acervo através de duas novas exposições e publicações municipais




O Município da Figueira da Foz, a menos de um ano de assinalar o 125º aniversário do Museu Municipal Santos Rocha, tem patente ao público duas exposições temporárias “Reviver Mário Augusto” e “Leques – A Arte da Sedução”, que trazem a público um vasto conjunto de peças do acervo das coleções de pintura, desenho e traje do espaço museológico.


“Reviver Mário Augusto” dá a conhecer 51 obras,da autoria de Mário Augusto - o artista alhadense - , de um total de 73 que integram a coleção de pintura e desenho do Museu Municipal.
As obras expostas, estão cronologicamente situadas entre 1911 e 1941, são elaboradas a óleo, pastel, carvão, sépia e sanguínea, e revelam as vivências do artista, as suas aprendizagens, o muito que conquistou na sua curta vida.

“Leques – A Arte da Sedução”, traz a público, pela primeira vez, uma parte significativa do diversificado acervo de leques do Museu Municipal Santos Rocha (cerca de 80). 
Datados do século XVII ao século XX, possuem grande interesse histórico-artístico, diversificados materiais, tipologias, proveniências e gramáticas decorativas.


A sessão de apresentação conta com a colaboração do Conservatório de Músida David de Sousa, cuja classe de dança irá apresentar "Leques Japoneses". 

Publicar um comentário

0 Comentários