Montemor-o-Velho: CACTO celebrou 38.º aniversário



Na presença de dezenas de associados, amigos e entidades, o CACTO - Centro de Assistência e Cultura do Tojeiro, na freguesia de Arazede, assinalou o 38º aniversário, no dia 25 de novembro, com um animado almoço de confraternização.

O vereador Décio Matias, acompanhado do presidente da Junta de Freguesia de Arazede, Eusébio Campos, reiterou a vontade municipal de continuar a apoiar a associação e congratulou-se pelo CACTO “ser um exemplo de perseverança, constituindo-se como um pólo aglutinador de vontades e de quereres, contribuindo para riqueza do tecido associativo concelhio”.

Ainda a fazer contas aos estragos provocados pela tempestade Leslie, o presidente do CACTO, Luís Morais referiu: “Até ao momento, os estragos devem rondar os quatro mil euros e, neste sentido, este almoço de aniversário é também uma forma de conseguirmos angariar mais algumas verbas para os arranjos do telhado e da lona lateral da esplanada”.
Ao desejar que os sócios “continuem a participar na vida da associação”, o dirigente avançou: “Tomámos posse em fevereiro e temos a ambição de continuar a desenvolver um trabalho que traga mais sócios ao CACTO. É um trabalho árduo, mas só com a presença de todos é que vamos conseguir ultrapassar as dificuldades”.
Depois do almoço convívio, do corte do bolo e dos “parabéns a você”, a animação prosseguiu a cargo dos Grafonola.
No decorrer da iniciativa e em parceria com a farmácia Oliveira Ribeiro, da Bunhosa, realizaram-se rastreios gratuitos (glicémia, tensão arterial e podologia). 

Publicar um comentário

0 Comentários