Escuteiros das Meãs do Campo "põem mãos à obra" contra a vespa velutina

Fotografias cedidas via Escuteiros de Meãs do Campo


Os sapadores municipais de Montemor-o-Velho estiveram no passado domingo, 28 de outubro, com os escuteiros das Meãs do Campo, numa ação de sensibilização e de formação sobre os perigos que a Vespa Velutina apresenta não apenas para a população como para o meio ambiente e para a agricultura.


Alerta com a propagação da Vespa Velutina, provocada pela queda de ninhos com a tempestade de 13 de outubro, por toda a região, o Agrupamento de Escuteiros 1366 de Meãs do Campo está empenhado em contribuir para a comunidade e proteger o ambiente. Seguindo as indicações dos sapadores florestais, os jovens escuteiros meteram mãos à obra e estão a construir armadilhas para capturar vespas velutinas. Este é um meio fácil e eficaz de combate à praga da vespa asiática. 

Basta reutilizar garrafas de plástico e colocar um atrativo para a vespa. Recorde-se que o Serviço Municipal de Proteção Civil de Montemor-o-Velho lançou 3 vídeos onde ensina a construir armadilhas, de diferentes níveis de dificuldade, de modo a que toda a população ajude a combater a Vespa Velutina. 

Este predador agressivo de insetos (apenas um exemplar pode matar mais de 30 abelhas por minuto), pode também ser agressivo para as pessoas, representando, por isso, um risco para a população devido à sua picada. Saiba mais em http://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/avisos/item/2124-controlo-da-vespa-velutina-ou-vespa-asiatica



Publicar um comentário

0 Comentários