Época balnear na Figueira da Foz chega ao fim sem vítimas nem salvamentos complexos





Com a mudança da hora e os dias mais frios, parece definitivamente encerrada, em 2018, a época balnear, este ano prolongada, em termos de vigilância balnear, ao longo de fins de semana particularmente quentes. O Município da Figueira da Foz adoptou, como foi atempadamente anunciado, uma atitude proativa mais condizente com a oscilação das temperaturas e com a procura das suas principais praias pelos banhistas ainda durante setembro e outubro. Assim, em 2018, a Câmara Municipal da Figueira da Foz (CMFF) assumiu a contratação de todos os nadadores-salvadores, num total de 72, para as praias e piscinas de uso público, num investimento total foi 196. 667,79 €, ressarcido parcialmente pelos concessionários, que entregaram à Autarquia 102. 062,46 €.


De modo a aumentar a segurança das pessoas que procuram as nossas praias, este ano a CMFF contratou 4 nadadores-salvadores para vigiar as praias do Cabedelo e de Buarcos, nos fins de semana, feriados e interrupção letiva da Páscoa, compreendendo os períodos de 1 de maio a 15 de junho e de 17 de setembro a 28 de outubro.

Este ano a CMFF adquiriu uma mota 4x4 equipada para a vigilância e salvamento nas praias
do concelho, numa lógica de complementaridade aos meios do ISN (1 mota e uma carrinha  4x4). 

«O sucesso da estratégia implementada é aferido pela ausência de mortes ou feridos graves a lamentar, não tendo havido qualquer salvamento mais complexo. O Município da Figueira da Foz congratula-se pelo facto de a Prevenção, a missão mais importante dos nadadores-salvadores, ter sido completamente assegurada, agradecendo também aos banhistas a sua colaboração cívica, imprescindível para este resultado».

Publicar um comentário

0 Comentários