Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

FotografiaLDA

FotografiaLDA

13 de julho de 2018

Associação Fernão Mendes Pinto integra o Programa Incorpora da Fundação “la Caixa”



MONTEMOR-O-VELHO



A Fundação “la Caixa” acaba de criar em Portugal uma rede de 32 entidades sociais especializadas para promover junto de empresas a contratação de pessoas em risco de exclusão social. A Associação Fernão Mendes Pinto, com sede em Montemor-o-Velho, é uma das cinco entidades sociais do Núcleo Incorpora Coimbra.




O Programa Incorpora tem como principal objectivo fazer a ponte entre as entidades sociais e as empresas traduzindo-se na criação de oportunidade de emprego a pessoas em risco ou em situação de exclusão, nomeadamente, os jovens NEET (nem estudam nem trabalham), desempregados de longa duração maiores de 45 anos, ex-reclusos, ex-toxicodependentes, vítimas de violência doméstica e pessoas com deficiência ou incapacidade.

Em Espanha, o Programa Incorpora da Fundação “la Caixa” já empregou mais de 170 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social desde 2006 e com a sua implementação em Portugal, fruto da entrada do BPI no Grupo CaixaBank, este ano, a Fundação “la Caixa” quer replicar esta missão, com a colaboração do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) na selecção das entidades envolvidas e na implementação do programa. 

No dia 12 de julho, decorreu a cerimónia de assinatura do acordo das cinco entidades que integram o Núcleo Incorpora Coimbra, na Lousã, onde a Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã (ARCIL) é a entidade coordenadora.

Na presença do director do Programa Incorpora, Jaume Farré, o sub-director da Fundação Bancária “la Caixa” e director da área social, Marc Simón, assegurou que o objectivo do Programa Incorpora é “ajudar as pessoas que não trabalham” e a criação desta rede de entidades sociais “é uma oportunidade de ajudar as pessoas que têm mais dificuldades de entrar no mercado de trabalho com base na cooperação entre estas mesmas entidades”.

Por sua vez, o delegado regional do centro do IEFP, António Alberto Costa, assegurou que “não existe desemprego estrutural” e que a região de Coimbra “tem a mais baixa taxa de desemprego do país”. Para António Alberto Costa “todas as pessoas têm de ter uma oportunidade e direito a escolher um emprego”, por isso, “em boa hora chegou este programa”.  

Na ocasião, o presidente da ARCIL, Nelson Pina Tiago, agradeceu a confiança da Fundação “la Caixa” e mostrou-se satisfeito por fazer parte desta equipa que vai trabalhar na região de Coimbra. “Revemo-nos em absoluto neste programa com todo este trabalho em rede que vai trazer um grande beneficio para as pessoas em risco ou em situação de exclusão”, afirmou o anfitrião.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncie AQUI

Principais destaques da semana

Copyright © Foz ao Minuto