Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

FotografiaLDA

FotografiaLDA

22 de junho de 2018

Figueira da Foz com 140.000€ para ação social




POLÍTICA




A 50.ª reunião do Conselho Local de Acção Social (CLAS) da Figueira da Foz aconteceu esta quarta feira, dia 20 de Junho de 2018, 17 anos após a adesão do Município da Figueira da Foz ao Programa Rede Social. Actualmente com um total de 169 entidades parceiras - número que inclui cerca de cinco dezenas de IPSS; representantes do sector público nas áreas do emprego, segurança social, educação, saúde, justiça, administração interna, obras públicas e ambiente; juntas de freguesia; conselheiros locais para a igualdade; entidades com e sem fins lucrativos e pessoas dispostas a contribuir de modo relevante para o desenvolvimento social local -, o CLAS é presidido pela Câmara Municipal, estando actualmente essa incumbência delegada no vereador com o pelouro da Acção Social, Nuno Gonçalves.




Nesta reunião, a autarquia da Figueira da Foz apresentou às instituições o Regulamento Municipal de Apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social, que este ano disponibiliza uma verba de 120.000€ através da candidaturas que abrirão em julho. O fórum serviu ainda para dar a conhecer às entidades dois programas municipais, cada um com uma dotação inicial de 10.000€, o Figueira Abem, de comparticipação na aquisição de medicamentos prescritos por profissionais de saúde para pessoas em situação de insuficiência económica, e o Figueira a Sorrir, de cuidados de saúde oral, para o mesmo público-alvo. «São programas que estão a ser monitorizados, de forma a perceber se vão ao encontro das necessidades das pessoas e se é, ou não, necessário reforçar a verba afeta a cada», explica o vereador. «As entidades parceiras do CLAS são fundamentais porque podem encaminhar os utentes que precisam deste apoio», vincou o autarca.



Ainda nesta reunião, o conselho executivo do CLAs apresentou e viu aprovada por unanimidade uma proposta para que seja possível realizar as reuniões deste órgão - que reúne ordinariamente três vezes por ano - de forma descentralizada, mediante disponibilidade manifestada pelas instituições. A Autarquia assegurará a logística destas sessões que, segundo Nuno Gonçalves, «pretendem promover o conhecimento das instituições do Concelho e do trabalho que desenvolvem no terreno». 

Em jeito de balanço, o vereador afirma que «o CLAS da Figueira da Foz não é mera semântica, tem substrato, tem impacto no trabalho das instituições e na vida das pessoas com quem cada uma trabalha». O CLAS, conclui, «é um espaço de trabalho, de reflexão, de partilha de informações e experiências, e os seus pareceres, não sendo vinculativos, têm dado bons frutos».


Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncie AQUI

Principais destaques da semana

Copyright © Foz ao Minuto