Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

17 de janeiro de 2018

Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz quer ser "época alta" fora do verão





BUARCOS



O Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz, cuja edição de 2018 foi hoje apresentada, quer que o evento seja "uma época alta" do concelho para reproduzir na economia local o investimento realizado, disse fonte da associação promotora.


"Defendemos que o investimento realizado no Carnaval seja multiplicado várias vezes no nosso tecido económico, incentivando os turistas a permanecerem vários dias no nosso concelho, conhecerem a nossa riqueza cultural e gastronómica e a pensarem na Figueira da Foz como destino das próximas férias", disse José Gouveia, presidente da direcção da Associação do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz (ACBFF).

Organizada pelo terceiro ano consecutivo pela ACBFF, em parceria com a autarquia local, a edição de 2018 tem como reis o cantor e produtor musical Sérgio Rossi - irmão de Romana, rainha da edição de 2017 - e Lúcia Costa, 38 anos, uma auxiliar de ação educativa, natural de Buarcos, "participante no Carnaval desde que se lembra de ser gente" e que foi eleita por uma votação popular "que mobilizou centenas de pessoas ao longo de meses".José Gouveia adiantou que a associação a que preside quer manter "uma festa que é do povo figueirense, mas engrandecê-la de forma a atrair visitantes para umas mini-férias" ou simplesmente para assistirem aos corsos - agendados para 11 e 13 de Fevereiro - "e conhecerem uma cidade única repleta de pessoas igualmente únicas na arte de bem receber".

Com um orçamento previsto de 110 mil euros, a ACBFF sustenta, em nota de imprensa, que "mantém o foco na estabilidade financeira, mas sobretudo no crescimento sustentado" do carnaval de Buarcos/Figueira da Foz e que, desse modo, 2018 "será novamente um ano de forte contenção de custos"."Apesar do Carnaval 2017 ter terminado com um saldo positivo, houve um grande investimento por parte da ACBFF na organização do Carnaval de Verão (Sambão) que revelou ser uma mais-valia para o concelho", argumenta.A associação lembra que os custos relacionados com o policiamento do recinto da avenida do Brasil, fronteira à praia, bem como outros ligados a licenças não camarárias, como os direitos de autor e Passmúsica, representam "uma fatia importante e bastante pesada" do orçamento do evento."No nosso entender, são custos desadequados a um evento sem fins lucrativos, pelo que iremos sempre questionar a sua aplicação", afirmou José Gouveia.

Como novidades da edição 2018, a ACBFF aponta a participação nos corsos carnavalescos de duas colectividades da freguesia de Vila Verde (Grupo Recreativo Vilaverdense e Sociedade Instrução e Recreio de Lares), um desafio que começou em 2017, aquando da integração nos desfiles de elementos do Grupo Instrução e Sport da Praia de Buarcos."A inclusão de colectividades é uma aposta garantida para aumentar a qualidade do nosso Carnaval. Temos um concelho rico em colectividades, com milhares de sócios, e como tal é nosso objectivo continuar a acolher novas colectividades todos os anos, apesar do aumento do esforço financeiro que isso representa", frisou José Gouveia.

Para além dos dois desfiles de 11 e 13 de Fevereiro, que contarão com cerca de mil participantes - distribuídos por três grupos carnavalescos, os grupos das três colectividades concelhias e outras três escolas de samba - oito carros alegóricos e um camião com um trio eléctrico e aula de zumba ao vivo, o programa do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz arranca a 27 de Janeiro, no palco do Grupo Caras Direitas, com a apresentação do samba-enredo das escolas A Rainha, Unidos do Mato Grosso e Novo Império.A 04 de Fevereiro decorre a chegada dos Reis à estação de comboios da Figueira da Foz, seguida de desfile até Buarcos, com paragem na Câmara Municipal, onde as altezas carnavalescas serão recebidas pelo presidente da autarquia, João Ataíde. 

A 09 de Fevereiro decorre o Carnaval Infantil Solidário, com a participação de cerca de dois mil alunos das escolas do concelho.Sob o lema "Nesta folia não há barriga vazia", a organização apela à doação de bens alimentares por parte de pais, educadores e alunos, que serão depois entregues a instituições sociais do município.

A 10 de Fevereiro, sábado, na véspera do primeiro corso carnavalesco, realiza-se o desfile noturno das escolas de samba, "espectáculo onde normalmente não faltam iluminações especiais e alguns adereços adicionais", assinala a ACBFF.

O Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz volta em 2018 a apelar aos sectores da hotelaria e restauração para que criem 'packs' especiais de alojamento e ementas durante o evento e anuncia para breve a apresentação das Ementas de Carnaval, em parceria com a Associação Figueira com Sabor a Mar.

A associação promotora destaca ainda o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz, "que assume um papel preponderante na organização", seja pelo apoio financeiro protocolado e isenção de taxas, seja pela disponibilização de logística e meios humanos, "que asseguram a eficaz realização" do evento.


Fonte: DN

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto