JF Maiorca vítima de assaltos no seu património, pede «maior vigilância e maior número de operacionais no Posto Territorial de Maiorca»

Rui Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Maiorca





Através de nota de imprensa, a Junta de Freguesia de Maiorca, informou que «foi vítima de assaltos no seu património», leia na íntegra:


«Na noite de 14 de Julho de 2019, a Piscina de Maiorca foi alvo de um furto e prejuízos avultados, tendo sido roubados todos os géneros alimentares existentes no bar do referido espaço, bem como equipamento de funcionamento e manutenção da piscina, contabilizando um valor financeiro e prejuízo aproximado dos 4.000» refere a já referida nota.
«A entrada no espaço foi efetuada por uma porta lateral, com ampla superfície vidrada, que foi quebrada, permitindo o acesso ao espaço interior e consequentemente ao espaço de bar, preenchido já para a abertura da Piscina, prevista para a data de hoje, 15 de julho. Infelizmente a Freguesia de Maiorca tem vindo a ser assolada por atos constantes de vandalismo e furtos desde algum tempo para cá, a salientar que desde 2018, foi já assaltada a Sede da Junta de Freguesia, foram furtadas portas, janelas, torneiras e equipamentos sanitários no Largo da Feira Nova, sendo que este recinto tem sido alvo de vandalismo puro e sem sentido. A salientar que no espaço de meia dúzia de meses, foram já furtados, por diversas vezes, os cabos de cobre das telecomunicações. A Freguesia de Maiorca, detém o Património Histórico mais antigo do nosso Concelho e possuiu um posto Territorial da GNR durante anos, com um número capaz e suficiente de elementos que proporcionaram uma vigilância digna e competente da nossa Freguesia e das Freguesias vizinhas» refere o mesmo comunicado»

«Na obtenção da melhor segurança para a nossa Freguesia, para o nosso Património, para a nossa População, somos forçados a revindicar uma maior vigilância pelas Autoridades Oficiais e a solicitar que o Posto Territorial de Maiorca seja preenchido por um número de efetivos adaptado às nossas necessidades, sendo que se encontra a Freguesia de Maiorca disponível para ceder um qualquer espaço para a construção de um novo posto ou a ceder parte do edificado da Junta de Freguesia para a integração de um maior numero de operacionais» termina a já referida nota, assinada por Rui Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Maiorca.

Publicar um comentário

0 Comentários