Nuno Pedrosa eleito para direcção nacional da Associação Portuguesa de Deficientes

Nuno Pedrosa, figueirense, natural da freguesia do Alqueidão, presidente da Delegação Local da Figueira da Foz da Associação Portuguesa de Deficientes, consta da lista e foi recentemente eleito para a os órgãos nacionais da Associação Portuguesa de Deficientes, agora liderada por Gisela Valente.

A nova direcção eleita pretende dar um novo rumo à Associação, assim como torna-la mais dinâmica e próxima aos sócios e pessoas com deficiência em geral.

O mote do programa eleito é “A União e Ação rumo à inclusão!” Afirma a presidente que “neste momento em pleno séc. XXI, já não deveríamos estar a referir-nos à inclusão, pois somos pessoas com direitos como todas as outras, aliás como está consagrado na nossa Constituição da República. 

«No entanto, sabemos que a segregação, integração e inclusão, são palavras que nos têm diferenciado dos demais e, é isso que não queremos! Portanto, temos que nos unir e agir para estarmos em pé de igualdade com os demais portugueses» refere através de comunicado. 

Outro dos grandes desafios passa pela organização e comemoração dos 50 anos da Associação a nível nacional, que terão lugar ao longo do ano de 2022.

A Nuno Pedrosa foram atribuídos, em co-adjuvação os pelouros relacionados com os sócios/ ligação aos Sócios, Fontes de Financiamento, Desporto e Comunicação. A atribuição destes pelouros é sinónimo do crescimento sustentado que a APD – Figueira da Foz tem levado a cabo, nomeadamente ao nível da sua equipa de andebol em cadeira de rodas, integração na sociedade da Delegação e dos seus sócios e pessoas com deficiência. A Delegação da Figueira da Foz já participa em diversas iniciativas em conjunto com o Município da Figueira da Foz, IEFP e várias empresas locais.

Os grandes desafios da delegação da Figueira da Foz, passam pela instalação da Delegação em um espaço físico e posteriormente a contratação de técnicos que permitam a que a Delegação tenha um serviço de atendimento permanente e de apoio às pessoas com deficiência da região. Irão ser efectuados contactos em breve com vista a verificar que espaços poderão ser compatíveis com as necessidades e quais as entidades que poderão ter uma palavra a dizer e apoio a dar para a concretização deste anseio sentido pelas pessoas com deficiência da região.


Já em Setembro a delegação está a ponderar participar em um passeio de Veleiro, organização de um jogo-treino em pleno areal da Figueira da Foz e a organização das meias finais da taça de Portugal de Andebol em Cadeira de Rodas, assim como o regresso aos treinos regulares por parte da mesma equipa de Andebol em Cadeira de Rodas.

Enviar um comentário

0 Comentários