Movimento "Figueira A Primeira" preocupado com evolução sanitária no concelho da Figueira da Foz

 


Através de comunicado, o movimento independente "Figueira A Primeira" expressa a sua «profunda preocupação» com a evolução sanitária no concelho da Figueira da Foz. No referido comunicado, o atual Presidente da Câmara é visado, sendo acusado de «estar apenas preocupado com iniciativas e produções eleitorialistas».

Leia na íntegra o comunicado emitido pelo movimento "Figueira A Primeira": 


Quando estamos perante um contexto de normalidade sanitária, não se impõem cuidados especiais, mas desde 2020 que as nossas vidas são pautadas por uma terrível pandemia, que nos obriga a cumprir um conjunto de regras sanitárias, que infelizmente ainda alteram a forma como vivemos, como praticamos desportos, como trabalhamos e estudamos.  


A evolução sanitária no Concelho tem vindo a agravar-se nas últimas semanas, e entre 1 e 3 de Julho de 2021, ocorreu um evento desportivo na Figueira da Foz apoiado pelo município, que juntou centenas de atletas e espectadores. Ora, sabendo de antemão a quantidade de jovens envolvidos neste evento, que infelizmente tendem a ter comportamentos de risco, a entidade Câmara Municipal da Figueira da Foz, na qualidade de patrocinadora do projeto Figueira Beach Sports City, e prévia conhecedora dos contornos e variáveis de uma situação desta natureza, levando em conta o atual contexto da evolução pandêmica, deveria ter traçado um plano de ação para mitigar possíveis comportamentos, que agravassem a condição sanitária do Concelho da Figueira da Foz.


Deste modo a Câmara Municipal, não pode escudar-se na Polícia de Segurança Pública, e vir agora tentar passar entre os pingos da chuva, ou culpar os bares de um hipotético evento sanitário, decorrente do ajuntamento de centenas de pessoas provenientes do referido evento desportivo.


O Executivo camarário, a começar pelo seu Presidente, deve dar conta das diligências tomadas  antes do arranque do evento, e desse modo é inevitável colocar as seguintes questões:


1- O delegado de saúde foi consultado pela organização do evento, ou pelo município?

2- Foram realizados testes a todos os atletas?

3- Foi contatada/ ou avisada a Polícia Marítima, dando conta da possibilidade de ajuntamentos por força da presença de centenas de jovens?

4- Foi coordenado um plano de segurança com a Polícia de Segurança Pública, dando conta da possibilidade de ajuntamentos por força da presença de centenas de jovens na noite da Figueira?

5- Foi solicitado algum parecer ou sugestão ao serviço municipal de Proteção Civil Municipal?

6- O serviço de Proteção Civil Municipal acompanhou o evento?


Nos dias que correm, o atual Presidente da Câmara está apenas preocupado com iniciativas e produções eleitoralistas, onde inclusive tornou o município numa estação de televisão, e em plena concorrência com os restantes meios de comunicação locais/regionais, quando deveria sim, ter mais cuidado na condução das vidas dos figueirenses.


O Movimento Figueira A Primeira, expressa a sua profunda preocupação com esta irresponsabilidade e falta de sensatez.

Enviar um comentário

0 Comentários