Montemor-o-Velho foi palco da Taça de Portugal de Velocidade, que marcou a retoma do calendário competitivo da canoagem nacional


Com 1.356 pontos somados, o Clube Náutico de Ponte de Lima sagrou-se vencedor da Taça de Portugal de Velocidade 2021, que assinalou a retoma do calendário competitivo da Federação Portuguesa de Canoagem. 


O início da época desportiva de 2021 foi, uma vez mais, condicionado pela pandemia de Covid-19, que obrigou à adaptação do calendário, em virtude das regras apertadas de confinamento que os portugueses tiveram de enfrentar a partir de Janeiro deste ano. No Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, o Clube Náutico de Prado, com 1.116 pontos, subiu ao 2.º lugar do pódio coletivo, onde também marcou presença o Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses, que amealhou 980 pontos. Ao longo de dois dias, a Taça de Portugal de Velocidade 2021, que teve acoplada a seletiva para ingresso nas equipas nacionais de velocidade para os escalões de seniores, sub-23, juniores, cadetes e paracanoagem, contou com a realização de 225 regatas, que corresponderam à consagração de 31 vencedores individuais. Nos seniores, Inês Penetra (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses) venceu as distâncias de 200 e 500 metros em C1. Também com duas vitórias no fim de semana, destaque para o júnior João Alves Duarte (Clube de Canoagem de Amora), que venceu em K1 500 metros e em K1 1.000 metros. A também júnior Beatriz Fernandes (Clube Náutico de Ponte de Lima) subiu ao lugar mais alto do pódio em C1 Femininos 200 metros e em C1 Femininos 500 metros. No escalão de cadetes, Ricardo Dias Gonçalves (Vila do Conde Kayak Clube) foi o mais forte nas provas de K1 200 metros e de K1 500 metros. Nas canoas, o Clube Náutico de Prado esteve em destaque com Daniela Gonçalves (C1 Femininos 200 metros e C1 Femininos 500 metros) e Afonso Lima Ferreira (C1 500 metros e C1 1.000 metros) a saírem vitoriosos de Montemor-o-Velho. Quanto à paracanoagem, os triunfos foram alcançados por Alex Gomes dos Santos (Individual/KL1), Norberto Mourão (Individual/VL2), Hugo Miguel da Costa (Associação Recreativa e Cultural de Óis da Ribeira/KL2) e Francisco Cruz (Clube Náutico Barquinhense/KL3). De referir que, em virtude da pandemia de Covid-19, a competição foi disputada à porta fechada, sendo apenas permitida a entrada de agentes da canoagem no CAR de Montemor-o-Velho, que foram sujeitos ao cumprimento de rigorosas medidas de segurança, seguindo todas as determinações impostas pela Direção-Geral da Saúde. Os resultados completos da Taça de Portugal de Velocidade 2021 estão disponíveis em fpcanoagem.pt.

Enviar um comentário

0 Comentários