Centro de investigação da Universidade de Coimbra apresenta resultados de projeto que visa controlar espécies invasoras



Os resultados do projeto “GANHA - Gestão sustentável de Acacia spp.: controlo Natural e outras metodologias para recuperação de Habitats em Áreas classificadas”, que tem como principal objetivo gerir e controlar espécies de acácia de forma mais sustentável, vão ser apresentados na próxima quinta-feira, dia 18 de março, às 14h30, em formato online, via Zoom. As espécies invasoras são a 5ª ameaça à biodiversidade a nível global e em Portugal as acácias encontram-se entre as plantas invasoras terrestres mais dispersas, promovendo prejuízos avultados em termos ambientais e socioeconómicos. 


Coordenado pelo Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), o projeto “GANHA” visou essencialmente efetuar ações de gestão de plantas invasoras em 11 áreas classificadas (em três decorreram intervenções de controlo físico/mecânico e nas restantes controlo natural) cuja conservação está ameaçada, entre outros fatores, pela invasão por acácia-de-espigas, mimosa e/ou austrália. Os métodos utilizados passaram pelos físicos/mecânicos (por exemplo, cortes e descasques) e também controlo natural, no caso da acácia-de-espigas, com a utilização de um pequeno inseto australiano formador de galhas (Trichilogaster acaciaelongifoliae), que reduz a formação de sementes e novos ramos nesta espécie. Este projeto foi desenvolvido em estreita colaboração com a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra, com as câmaras municipais de Figueiró dos Vinhos e de Vagos e com o RAIZ, Instituto de Investigação da Floresta e Papel. O “GANHA” é cofinanciado pelo Portugal 2020 através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e pelo RAIZ. 

As inscrições para o webinar “Controlo de acácias invasoras: resultados do projeto GANHA” podem ser efetuadas em: https://tiny.cc/GANHA.

Publicar um comentário

0 Comentários