Município da Figueira da Foz apresenta frota de viaturas de recolha de resíduos e de lavagem de contentores amigas do ambiente

 



Realizou-se ao final da manhã desta quinta-feira, 07 de janeiro, no parque de estacionamento da  Praça da Europa,  a apresentação da frota de viaturas de recolha de resíduos e de lavagem de contentores movidas a gás natural comprimido (GNC),  que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, do Presidente da Assembleia Municipal, José Duarte  e dos vereadores executivos,  do Presidente do Conselho de Administração da SUMA, Manuel Costa, entre outros representantes e técnicos da empresa e do município.  

Composta por cinco viaturas, quatro camiões de recolha de resíduos e um camião de higienização de contentores, esta frota,  a primeira totalmente amiga do ambiente a operar num concelho do distrito de Coimbra,  aposta na melhoria da qualidade do ar, através da redução da percentagem de dióxido de carbono libertado para a atmosfera e que provoca o efeito estufa - responsável pelas alterações climáticas. Este método de abastecimento, face à gasolina e ao gasóleo, apresenta vantagens importantes em termos ambientais, uma vez que permite produzir menos 75% a 85% de óxidos de azoto, gerando, simultaneamente, menos 25% de CO₂. 

Esta frota, assim como as viaturas que irão operar em breve no concelho de Coimbra, irão efetuar o abastecimento num posto situado na Figueira da Foz e cujo processo de licenciamento foi responsável pelo atraso de quase um ano, na entrega das viaturas.   

Às características técnicas otimizadas, estas viaturas aliam a componente de sensibilização para a participação cívica dos produtores de resíduos, apelando a uma maior literacia ambiental e energia positiva no cumprimento das regras básicas de urbanidade. 

Para Carlos Monteiro, o dia foi marcante, não só pelo facto de “termos viaturas novas, menos poluentes“, mas também pelo “trabalho que tem sido feito há muitos anos com a SUMA, em termos ambientais, de recolha de resíduos sólidos, de separação de resíduos e recolha de monos.“ 

“Hoje demos mais um passo importante nesta parceria que é um contrato, mas é uma parceria que se vem repetindo, e com estas viaturas mais amigas do ambiente e com uma tecnologia que não existia no concelho da Figueira da Foz“, salientou o autarca que referiu que a entrega destas viaturas “obrigou a um esforço grande da SUMA, porque hoje embora o GNC seja um combustível muito usado para veículos pesados, não há uma rede e a SUMA teve de instalar um posto de abastecimento“.  

Carlos Monteiro adiantou que, na perspetiva de um Planeta mais sustentável, o Município está a preparar a candidatura para a recolha de bio-resíduos (resíduos castanhos). 

O Presidente do Conselho de Administração da SUMA, Manuel Costa, salientou o investimento de 1 milhão de euros, nestas novas 5 viaturas,  e mostrou-se convicto que esta será uma experiência importante  “mais silenciosa e interessante“. 




Publicar um comentário

0 Comentários