Agravamento das condições do estado do mar





O Município da Figueira da Foz informa que, de acordo com informação da Capitania do Porto da Figueira da Foz, a previsão meteo-oceanográficas, com base nos dados fornecidos pelo IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera), aponta para o agravamento das condições meteorológicas e oceanográficas entre as 03h00 e as 21h00, do dia 22 de janeiro, prevendo-se ondas de noroeste com 5 a 6 metros de altura significativa, podendo atingir os 10 a 12 metros de altura e vento de sudoeste com rajadas até 95km/h no litoral e até 120km/h nas terras altas, rodando para oeste.


O acesso aos molhes do Porto da Figueira da Foz encontra-se interdito e a Barra do Porto da Figueira está fechada a embarcações de comprimento inferior a 35 metros.

Recomenda-se à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, o regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução, de acordo com as recomendações da capitania do porto, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

Para além disso recomenda-se ainda:

- Não circulação junto à orla costeira e zonas ribeirinhas nomeadamente, praias expostas ao mar e sujeitos ao efeito da rebentação;
- Reforço da vigilância e a restrição de acesso nos locais identificados como sendo de risco devido à erosão costeira e
galgamento do mar,
- Reforço na vigilância das amarrações das embarcações atracadas nos cais e marinas ou fundeadas/amarradas;
- A adequada fixação de estruturas ou equipamentos que possam ficar expostas ao efeito do vento e mar;
- Acautelar que são retiradas para locais seguros as embarcações varadas em locais que possam ser afetados pela ação do mar;
- Primar por uma postura de segurança e de precaução ativa, não assumindo comportamentos de risco.

Publicar um comentário

0 Comentários