Figueira da Foz distinguida com Prémio Viver em Igualdade


 


O Município da Figueira da Foz foi distinguido com o Prémio Viver em Igualdade 2020, o qual visa distinguir Municípios com boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não-Discriminação, quer na sua organização e funcionamento, como nas atividades por si desenvolvidas A Figueira da Foz foi um dos quinze Municípios distinguidos, afirmando-se assim como uma referência no trabalho desenvolvido na área da igualdade e não- discriminação. O Prémio Viver em Igualdade é uma iniciativa bienal, promovida pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), no âmbito da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação (ENIND) – Portugal + Igual. A Câmara Municipal da Figueira da Foz comprometeu-se com o desenvolvimento de um trabalho efetivo neste domínio, sendo que este Prémio consubstancia o reconhecimento de um trabalho em rede, envolvendo stakeholders do Concelho. É um prémio para todos os figueirenses que se dedicam às causas sociais com vista à construção de uma Figueira da Foz mais inclusiva e mais igual. Este compromisso culminou, recentemente, na elaboração do Plano Municipal para a Igualdade (2020-2022), que está a ser implementado, com o empenhamento do Município e de todas as entidades parceiras que concorrem para os seus objetivos. Para o presidente da Câmara Municipal, Carlos Monteiro, “otrabalho desenvolvido pelo Município da Figueira da Foz, e que colhe o reconhecimento da CIG, como a atribuição deste prémio o demonstra, tem sido inexcedível no que diz respeito à aplicação de boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género e Cidadania a todas as esferas de intervenção municipal. A importância da educação para a igualdade e a sua promoção junto das novas gerações, tem sido reconhecida como um evidente e importante motor para a prossecução de uma política estratégica municipal que vise a construção de uma Figueira da Foz mais inclusiva e mais igual“. Diana Rodrigues, vereadora da Ação Social, considera que “esta distinção consagra o trabalho sério, estruturado, colaborativo e amplamente participado que este Município e todas as entidades parceiras têm vindo e continuarão, de forma muito comprometida, a desenvolver na promoção da igualdade entre mulheres e homens, na prevenção e combate à violência contra as mulheres e a violência doméstica, e na prevenção e combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de género, e características sexuais.” A cerimónia de entrega dos prémios realizar-se-á no próximo dia 23 de outubro, na Oliva Creative Factory, em S. João da Madeira.

Publicar um comentário

0 Comentários