Unidade de Oftalmologia de Coimbra reforça corpo clínico e assegura a máxima segurança aos doentes em cenário de pandemia





A UOC - Unidade de Oftalmologia de Coimbra, instituição de referência internacional em Oftalmologia, reforçou o corpo clínico e implementou um protocolo próprio de resposta à crise pandémica, complementando assim as normas da DGS, no sentido de assegurar os melhores níveis de prevenção, qualidade de serviço, segurança e confiança para os seus doentes. 

«De regresso à atividade desde maio, para consultas e cirurgias, a UOC reviu todos os procedimentos e adequou-os às necessidades impostas pela nova realidade. A redução do número de consultas foi uma das várias medidas determinadas, salvaguardando o distanciamento social e otimizando a segurança na circulação interna. Os métodos de rastreio de Covid-19, que são iniciados à distância, telefonicamente, têm seguimento já nas instalações da UOC. E aí, tal como para os profissionais clínicos e assistentes, também aos doentes são fornecidos equipamentos obrigatórios de proteção individual, que vão além da máscara cirúrgica: bata, touca e proteção de sapatos. Médicos e funcionários utilizam ainda máscaras FFP2, viseira de acrílico e/ou óculos de proteção e luvas» informa através de nota de imprensa.

Os equipamentos de proteção são adquiridos, quase na exclusividade, no mercado nacional. A sala de espera da UOC foi orientada de forma a que os doentes mantenham pelo menos dois metros de distância entre si e todos os objetos que possam ser manuseados por várias pessoas foram retirados. Adicionalmente, cada doente é acompanhado em permanência por um elemento do secretariado, de forma a seguir estritamente a circulação e normas indicadas, minimizando o contacto com outros doentes. Durante a consulta, os médicos seguem estritas medidas de segurança, na observação dos doentes e na utilização dos aparelhos, sendo ainda promovidos rigorosos protocolos de higienização para todos os numerosos e sofisticados equipamentos existentes, utilizados durante o período da consulta. “A qualidade dos tratamentos que prestamos sempre foi a preocupação essencial da Unidade de Oftalmologia de Coimbra”, sublinha o Diretor da UOC, Joaquim Murta. “Esta pandemia trouxe novos desafios na abordagem e acompanhamento dos doentes, mas estamos em condições de assegurar total confiança a todos aqueles que nos procuram, graças à qualidade, ao rigor, à responsabilidade e à segurança com que prestamos os nossos serviços”, acrescenta. 

Ajustando também a sua capacidade de resposta, a UOC reforçou o corpo clínico. Mesmo perante a crise sanitária, a unidade assegura todos os serviços, desde a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação de todas as patologias oculares.

Publicar um comentário

0 Comentários