Regresso às Aulas na Escola Secundária Bernardino Machado






No dia 18 de maio iniciam-se na Escola Bernardino Machado, sede do Agrupamento de Escolas Figueira Mar, as aulas presenciais destinadas aos alunos do 11º ano e do 12º ano, de acordo com a estratégia de desconfinamento nacional decidida pelo governo da República e de acordo com as regras estabelecidas pelo Ministério da Educação. 

De acordo com o Secretário de Estado, João Costa, trata-se de um regresso às aulas, gradual, a par da retoma das atividades em inúmeros setores da sociedade e não de aulas de preparação para exames. A Escola Secundária Bernardino Machado irá funcionar de acordo com todas as regras de segurança estipuladas pela tutela. Os assistentes operacionais, assistentes técnicos e a Direção, receberam formação ministrada por elementos do Exército. 

«A escola recebeu máscaras, viseiras, batas, luvas, gel desinfetante e possui todo o material necessário à limpeza e higienização dos espaços, tendo ainda adquirido acrílicos e dispensadores de gel. Os alunos foram divididos em pequenos grupos e bem separados no espaço e no tempo, ou seja, as aulas irão funcionar desde as 8h30min de segunda-feira até às 18h de sexta-feira, ocupando quase a totalidade dos espaços da escola, sendo que, em simultâneo, não estarão mais do que 50 ou 60 alunos em toda a escola, acompanhados por 4 ou 5 professores, sempre que possível em andares diferentes (a escola tem três andares com salas de aulas e ainda um segundo edifício). Os alunos ou têm aulas de manhã ou têm aulas de tarde. Os alunos do 12º ano terão aulas apenas em duas manhãs. Os alunos do 11º ano terão aulas em duas manhãs e em duas tardes. A maioria das turmas será constituída por 10, 11, 13 ou 14 alunos. Na maioria dos casos, cada turma tem a sua sala e cada aluno tem o seu lugar fixo. Todas as salas de aula foram especialmente montadas e adaptadas. Salas não utilizadas estarão encerradas, assim como o Bar. Cada sala de aula terá apenas o número de mesas e de cadeiras necessárias e nada mais (uma sala para 13 alunos apenas terá 13 mesas, de preferência individuais e 13 cadeiras). Dentro das salas haverá uma distância entre os alunos, sempre superior a 1,5 metros, sendo que na maioria dos casos será de 2 metros. As portas das salas de aula foram retiradas, a fim de evitar o contacto com os puxadores. Na semana de 11 a 15 de maio, os assistentes operacionais procederam a uma cuidada e intensa limpeza e higienização geral de toda a escola. A partir do dia 18 de maio alguns assistentes operacionais da Escola Infante D. Pedro virão reforçar o apoio à Escola Bernardino Machado. Todos os espaços, incluindo salas de aula e instalações sanitárias, serão limpas e higienizadas várias vezes por dia. Quando as salas não estiverem ocupadas, proceder-se-á ainda a uma intensa ventilação, abrindo todas as janelas durante horas. O Diretor efetuou reuniões de preparação com os assistentes operacionais e técnicos e com os 25 professores que estarão diretamente envolvidos na lecionação presencial. Alguns constrangimentos entretanto surgidos, foram prontamente resolvidos. Com espírito de grande sacrifício, por parte dos docentes, privilegiou-se a atribuição de horas extraordinárias (excecionalmente autorizadas pelo Ministério da Educação), quando necessário, em detrimento do complexo e moroso processo de contratação de professores substitutos que, aliás, não conhecem nem a escola nem os alunos. Eventuais constrangimentos que, naturalmente, possam surgir, serão objeto de cuidada análise e tentativa de resolução. Tudo a postos para o regresso às aulas».

Publicar um comentário

0 Comentários