Município da Figueira da Foz abate palmeiras mortas







O Município da Figueira da Foz através de nota de imprensa, informa «que tem vindo, desde 2014, a adjudicar, a empresa da especialidade, tratamentos fitossanitários contra a praga do Rhynchophorus Ferrugineus (Escaravelho da palmeira), em palmeiras na Figueira da Foz, no valor anual de cerca de 25.000€. No final de 2019 e início de 2020 efetuou-se a avaliação individual de cada palmeira, tendo-se verificado que 15 exemplares se encontram irremediavelmente perdidos».

Ainda na mesma nota, acrescenta que «não obstante o tratamento de que foram alvo, esses exemplares não resistiram à intensidade da praga e aos vários tratamentos efetuados acabando por morrer, ficando apenas o espique, que necessita ser removido, não só por questões estéticas mas sobretudo por questões de segurança. Os serviços municipais já procederam ao abate de alguns dos exemplares e, dia 16 de maio, irão proceder ao abate de mais alguns, nomeadamente na zona ajardinada da Praça da Europa (3 palmeiras), Avenida do Brasil e talude da Marina (uma palmeira em cada local)».

Publicar um comentário

1 Comentários