Montemor-o-Velho prepara Centros de Acolhimento Temporário





A Câmara Municipal de Montem​or-o-Velho, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, encontra-se a preparar dois Centros de Acolhimento Temporário (CAT) e um Centro de Apoio Logístico (CAL) para fazer face à pandemia da COVID-19. A funcionar em algumas das salas do Centro Educativo de Montemor-o-Velho e no pavilhão multiusos da escola sede do AEMOV – Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Velho, os dois CAT vão estar preparados para acolher, temporariamente, pessoas não contaminadas com COVID-19 provenientes de lares e IPSS’s do concelho, tendo a capacidade para acomodar até 25 pessoas com mobilidade reduzida e 80 pessoas com mais autonomia. A Autarquia liderada por Emílio Torrão está ainda a preparar um CAL com capacidade para 50 camas prontas para servir os profissionais e operacionais ao serviço no concelho. “Estamos perante um tempo de exceção e, por isso, continuamos, com determinação, a trabalhar todos os dias em prol da proteção e segurança de todos os Munícipes”, referiu o edil montemorense, no decorrer da visita técnica realizada com Delegado de Saúde aos três espaços, no dia 7 de abril. Com palavras de incentivo e de agradecimento “a todos os que diariamente contribuem para combater a pandemia, desde os munícipes que dão o exemplo e cumprem o distanciamento social até todos aqueles que estão na linha da frente a combater o vírus”, o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho sublinhou: “Estamos todos a dar o nosso melhor e, neste sentido, desejo que as camas, os colchões, os lençóis ou os cobertores não cheguem a ser usados”. “Tenho a certeza que o nosso forte espírito de comunidade e a nossa capacidade de reagir ao desconhecido são armas que nos vão ajudar a vencer a COVID-19. Esta é uma luta com várias frentes de batalha e que nos impele a sermos maiores que a soma das nossas vontades”, reforçou. Recorda-se que durante o fim-de-semana o trabalho de preparação dos centros decorreu com a preparação de mais de uma centena de camas de campanha e a recuperação de 23 camas articuladas, de modo a responder a qualquer evacuação no concelho que possa vir a ser necessária.


Publicar um comentário

0 Comentários