Covid-19: Universidade de Coimbra suspende todas as aulas






A Universidade de Coimbra informou esta segunda-feira que vai suspender todas as aulas. A instituição não tem qualquer caso confirmado de infeção, mas como recebe alunos de todo o país afirma estar a agir de forma preventiva. São ainda suspensas e adiadas todas as deslocações profissionais ou académicas no país e no estrangeiro.



Leia na íntegra o comunicado da Universidade de Coimbra:


«A UC elaborou um Plano de Contingência, a aplicar com efeitos imediatos por um período de pelo menos 15 dias, de forma a implementar medidas preventivas para contenção da propagação de COVID-19, mantendo ao mesmo tempo o funcionamento da instituição com uma significativa adaptação a um modelo digital
Numa primeira fase, ficam suspensas todas as atividades letivas presenciais, substituindo-se por métodos digitais para promoção de um ensino à distância a serem desenvolvidos nos próximos dias; 
Serão igualmente suspensos e adiados todos os eventos científicos, culturais e desportivos, assim como as atividades em bibliotecas e salas de estudo, o circuito turístico, a visita a museus e a utilização das infraestruturas culturais e desportivas – designadamente o Estádio Universitário de Coimbra e o Teatro Académico de Gil Vicente; 4. Devem ser também suspensas e adiadas todas as deslocações profissionais ou académicas no país e no estrangeiro; Todas as cantinas irão transitar para um serviço exclusivo de take-away, evitando a abertura dos espaços comuns; Foram criados espaços de isolamento próprios nos Pólos 1, 2 e 3, no Estádio Universitário de Coimbra e na Faculdade de Economia; A Universidade de Coimbra está a implementar um programa de desmaterialização e digitalização de processos a fim de diminuir e evitar contactos pessoais, identificando também os grupos mais vulneráveis para implementação do regime de teletrabalho; Ao longo dos próximos dias, a Universidade de Coimbra irá aplicar todas as medidas adicionais necessárias, nomeadamente ao nível dos seus serviços sociais. A Universidade de Coimbra reafirma a sua intenção de garantir a ausência de prejuízo no percurso escolar, académico e profissional às pessoas afetadas por estas medidas, tendo particular atenção relativamente aos estudantes mais carenciados».

Publicar um comentário

0 Comentários