CXM | Há 26 anos a fazer xeque-mate






No dia 15 de fevereiro, o convívio, a amizade e a celebração do desporto foram as principais jogadas que o Círculo de Xadrez de Montemor-o-Velho (CXM) jogou na celebração do seu 26º aniversário, proporcionando um animado momento de confraternização entre amigos, entidades e atletas, na Quinta do Taipal, em Montemor-o-Velho. Com palavras de incentivo e reconhecimento “à excelente atividade que o CXM tem levado a efeito”, a vereadora Diana Andrade, à conversa com os presidentes do CXM e da Federação Portuguesa de Xadrez (FPX), saudou também “os resultados desportivos alcançados ao longo de 26 anos de atividade e o trabalho profícuo que o CXM tem desempenhado na promoção da modalidade”, assim como “o papel fundamental que tem dedicado à formação”. Antes dos “parabéns a você”, João Rui Sousa, presidente do CXM, recordou alguns dos principais títulos alcançados em anos anteriores, manifestou o desejo de “manter uma equipa na 1ª divisão, uma equipa no distrital e que a equipa que se encontra disputar a 3ª divisão possa alcançar a 2ª divisão”. Ao revelar a intenção de “organizar da 32ª edição do Torneio de Xadrez, em setembro”, o dirigente avançou que “o CXM vai participar no Campeonato Nacional de Rápidas, em junho, e que tem o objetivo de ficar no pódio”. No momento, Dominic Cross, presidente da FPX, deu os parabéns ao CXM e destacou que “o clube tem evoluído, tendo conquistado muitos prémios”. Para a história do 26º aniversário fica ainda um momento de homenagem póstuma a Carlos Mendes, antigo presidente do clube, com um minuto de silêncio, feito a pedido de Abílio Cruz, o jogador mais velho do CXM. Atualmente, o CXM tem cerca de meia centena de praticantes. Quem quiser aprender a jogar xadrez ou ficar a saber mais sobre a modalidade, basta aparecer no Solar dos Pinas, em Montemor-o-Velho, às sextas-feiras, entre as 18h e as 20h.

Publicar um comentário

0 Comentários