9º edição da Noite do Esqueletos com mais de 2600 visitantes





O Museu Municipal Santos Rocha foi palco, na passada quinta-feira, 31 de outubro, da 9ª edição da “Noite dos Esqueletos”, este ano sob o mote “Diabos à Solta – Mafarricos, tinhosos e Cornudos”, aliando à tradição anglo-saxónica do Halloween a crença popular no diabo, traduzida na desconstrução de alguns ditados populares. A “Noite dos Esqueletos” criada em 2011, é mais do que uma simples noite em que homens, mulheres e crianças se mascaram de seres imaginários, fantasmagóricos e aterradores, brincando às doçuras e travessuras. É a noite mais divertida e assustadora do ano, em que os funcionários e colaboradores do Museu Municipal e muitos voluntários, dão largas à imaginação, e todos os espaços e peças servem de cenário para um não acabar de surpresas. Este ano, durante 5 horas, o Museu foi o local mais divertido e diabolicamente assustador da Figueira da Foz, onde não faltaram surpresas e travessuras. A 9ª edição da “Noite dos Esqueletos” teve uma vez mais coordenação geral do ator e encenador Emanuel Rodrigues, que contou o apoio de Gabriela Amado e Ana Domingues, na caracterização. 1 Este ano, para além da equipa da Divisão de Cultura, o evento contou com o apoio, através da cedência de trajes e adereços ou oferta de materiais e serviços, de entidades como: 1.º e 2º Jardim Escola João de Deus; Escola Cristina Torres e Escola Bernardino Machado; Grupo de Teatro Amador - “As Personagens”, Mulheres de Tavarede, Conservatório de Música David de Sousa, Escola de Artes do CAE, Sociedade Instrução Tavaredense, Quiaios Clube, lojas Simulassão, Forevers Noivas e 1º Dragão, Grupo Recreativo Vilaverdense, Sociedade Filarmónica Dez d’Agosto, Bombeiros Voluntários, Kidart-eventos, Escola de Samba GRES – Unidos do Mato Grosso, Plasfil -Plásticos da Figueira SA, The Navigator Company e Celbi. Entre as diversas entidades parceiras, voluntários a nível individual e funcionários e colaboradores do Município ativamente envolvidos, a “Noite dos Esqueletos” contou com a colaboração de cerca de 150 pessoas.

Publicar um comentário

0 Comentários