Folclore e Etnografia brilharam em Meãs do Campo




O recinto das Festas em Honra de S. Sebastião, em Meãs do Campo, encheu-se de muita cultura com a 44ª edição do Festival do Grupo Folclórico da Associação Cultural Desportiva e Recreativa (ACDR) de Meãs do Campo. Durante a sessão de boas-vindas aos grupos participantes e entrega de lembranças, o presidente da Junta de Freguesia de Meãs do Campo, Paulo Rama, congratulou-se “pela realização de mais um momento de grande valor para a freguesia e para o concelho”. Com palavras de elogio ao grupo folclórico e à ACDR de Meãs do Campo, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, sublinhou: “Muito obrigado por serem pessoas extraordinárias e por continuarem a lutar e a trabalhar em prol da cultura, da tradição, do folclore e da etnografia”. No momento, acompanhado do vice- presidente, José Veríssimo e da vereadora Dulce Ferreira, que apresentou a 44ª edição do Festival , Emílio Torrão aproveitou ainda para destacar o trabalho realizado pelo grupos e ranchos folclóricos e reforçou: “É muito importante manter viva esta nossa expressão mais genuína, com as danças e os cantares do nosso país”. A edição de 2019 ficou ainda marcada por um momento de homenagem póstuma a Arménio Girão, componente do grupo anfitrião, expresso também na tradicional oferta ao grupos e entidades presentes. Assim, os participantes receberam a representação de um malho, ferramenta usada para malhar cereais e que era um dos adereços usados pelo folclorista nas apresentações do Grupo Folclórico da ACDR de Meãs do Campo. O momento cultural encantou o muito público presente que foi brindado com as atuações do Grupo Folclórico da ACDR de Meãs do Campo, do Rancho Folclórico da Casa do Povo da Aguçadoura, do Grupo Folclórico e Etnográfico de Alfarelos e do Grupo Folclórico da Vila de Pereira.

Publicar um comentário

0 Comentários