Montemor-o-Velho: S. Tomé celebrado na Carapinheira





No dia 27 de julho, a Romaria a S. Tomé voltou a cumprir-se na Carapinheira. Pela mão do Rancho Folclórico da Carapinheira (RFC), o serão cultural deu continuidade à tradição e reuniu muitos convivas. Depois da missa, junto à Capela de S. Tomé, e da bênção dos animais, a animação continuou com as marchas populares do Centro Social Paroquial da Carapinheira e com um arraial popular conduzido por Quim Martinho. “A cultura é a génese da nossa construção enquanto sociedade, por isso deixo um agradecimento muito especial ao RFC e a todos aqueles que mantêm esta chama viva, apresentando às gerações mais novas as vivências dos seus familiares e da comunidade”, avançou o vereador Décio Matias. De igual modo, o presidente da Junta de Freguesia da Carapinheira, Victor Monteiro, referiu: “É sempre com muita alegria que recebemos esta festividade em Honra de S. Tomé. É um momento que reúne várias gerações e que, por isso, contribui também para manter viva a memória coletiva”. No momento, o vereador Décio Matias deixou ainda palavras de reconhecimento ao pároco Francisco de Morais Silva pelo trabalho desenvolvido e as maiores felicidades para as novas funções. O religioso foi nomeado vigário paroquial da Igreja de S. José e de S. João Baptista, em Coimbra. À semelhança das edições anteriores, Vítor Travassos, presidente da direção do RFC, referiu que “o evento é também uma forma de angariar verbas de apoio à atividade regular do grupo” e congratulou-se “pela presença de todos na vivência da romaria a S. Tomé”. Ao longo do serão, a organização teve também disponível o sempre pitoresco “serviço de tasca” e um espaço de venda de doces tradicionais, não faltando o sempre apetitoso arroz doce. No domingo, dia 28 de julho, a animação regressa à Carapinheira, no Centro Social Paroquial da Carapinheira, com a comemoração do Dia dos Avós.

Publicar um comentário

0 Comentários