Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

4 de julho de 2019

Inauguração da exposição «A Pluralidade do Branco» Local no Museu Municipal Santos Rocha







O vereador da Cultura, Nuno Gonçalves, inaugurou, no passado sábado, 29 de julho, pelas 17h00, na sala de exposições temporárias 1, do Museu Municipal Santos Rocha, a exposição “A Pluralidade do Branco”, de um dos mais reconhecidos artistas plásticos contemporâneos portugueses, João Moniz. 

Nuno Gonçalves agradeceu ao artista plástico a “gentileza de expor no Museu Municipal”, um espaço “muitíssimo importante não só pelo seu acervo, mas pela dinâmica que tem e pela representação histórica”. Considerou um motivo de importante e de grande alegria receber no Museu as obras de João Moniz “aquilo que sente, a sua expressão” e referiu-se à simpatia e à capacidade do artista em “trazer amigos que são notáveis. Nuno Gonçalves não quis deixar de agradecer, de forma geral, a presença de todos os convidados, e em particular a do Mestre Laranjeira Santos, alguém a quem reconhece “a forma dedicada da sua carreira e o seu altruísmo”, que para os figueirenses “é muito significativo”. «A Pluralidade do Branco», é uma exposição que reúne 40 obras do artista plástico, e que para Nuno Gonçalves permite “conjugar a produção de relevo, com uma pessoa que se dedica a esta arte, a este setor”, que é a cultura e que “deve estar ao serviço de todos os setores da sociedade e ao serviço da própria cultura”. João Moniz, que manifestou apreço pela Figueira da Foz “é uma cidade que eu gosto”, já expôs em alguns dos mais importantes espaços do país, bem como em vários pontos do globo, como França, Macau, Hong Kong ou Luxemburgo. 

Participou também em exposições coletivas e esteve ainda representado em numerosas coleções em Portugal, Estados Unidos e Ásia. Marcou ainda presença em salões como Salon de Mai, em Paris, ou Bienal de Toulon, e feiras de arte como Feira Internacional de Arte Contemporânea de Paris, Feira Internacional de Dusseldorf ou Feira Internacional de Madrid. A exposição, que ficará patente até 02 de novembro, tem entrada gratuita e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 09h30 às 17h00 e, em julho e agosto, também aos fins de semana, das 14h00 às 19h00.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Mais recentes em destaque

Direitos de Autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.

Copyright © Foz ao Minuto