Montemor-o-Velho dá formação sobre vespa velutina em Loulé






O Serviço Municipal de Proteção Civil de Montemor-o-Velho esteve, esta sexta-feira, dia 17 de maio, em Loulé a ministrar formação sobre o combate à vespa velutina a bombeiros, técnicos e sapadores florestais, agentes municipais de proteção civil do distrito de Faro, da GNR, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, técnicos da Associação de Municípios do Algarve, da DGAV, apicultores da região e público em geral. Pioneiro no combate a esta espécie asiática que tem assolado o país, o Município de Montemor-o-Velho tem vindo a desenvolver um trabalho inovador e consistente, com recurso a tecnologia própria, que permite eliminar com eficácia os ninhos, minimizando o impacto desta praga. Honrado pelo convite feito pelo Município de Loulé, Emílio Torrão considera que “este é mais um reconhecimento de que estamos na vanguarda da proteção civil a nível nacional”. 


O presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho sublinhou ainda que a Autarquia que dirige está disponível para partilhar o conhecimento adquirido, “fruto de muito trabalho, investigação e testes ao longo dos últimos anos”, uma vez que “este não é um problema de Montemor, nem da região, mas de todo o País”. Para além de demonstrar as diferentes técnicas utilizadas para o combate à Vespa Velutina, que passam pelo uso de drone, de pistola ou de varetas para injetar um isco fatal para as vespas diretamente no vespeiro, os técnicos montemorenses explanaram os procedimentos adotados para identificação e destruição dos ninhos.

Publicar um comentário

0 Comentários