Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

22 de abril de 2019

Montemor-o-Velho: 4ª Masterclass | 106 jovens músicos brilham em Verride





Uma vez mais, o concerto de encerramento da Masterclass voltou a surpreender o muito público presente que lotou o auditório da AFUV – Associação Filarmónica União Verridense, em Verride, no dia 20 de abril.
“Esta sala foi pequena para acolher as nossas 106 estrelas em ascensão e que estiveram no seu mais altíssimo nível”, avançou o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, no final da 4ª Masterclass de Sopros, Cordas e Percussão.
Na iniciativa que contou também com a presença da adjunta Delmina Leitão e de Carlos Alves, presidente da União de Freguesias de Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca, o edil montemorense fez questão deixar sentidas palavras de elogio ao maestro Duarte Garcia por “todos os anos dar novas oportunidades aos jovens músicos” e aos maestros e formadores convidados por “ajudarem as estrelas que existem no concelho a serem cada vez melhores”.
De igual modo, Duarte Garcia, maestro da AFUV e diretor pedagógico da 4ª Masterclass que decorreu entre 15 e 20 de março, com a formação musical nas instalações da Escola Profissional de Montemor-o-Velho (EPM) e o concerto de encerramento em Verride, deixou palavras de reconhecimento à Câmara Municipal e referiu: “Sou testemunha da simpatia e da prontidão com que estão sempre disponíveis para nos receber e para tratar de tudo o que propomos”.
No momento, o maestro deixou ainda alguns agradecimentos a todos os que colaboraram, destacando a AFUV e a Escola Profissional de Montemor-o-Velho.
À semelhança da edição anterior, o momento festivo terminou com o maestro Duarte Garcia a desafiar o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho a dar a entrada à peça “Holiday in Rio”, de Walter Scheneider, com arranjo de Steven McMilan, que assinalou a atuação conjunta das classes, em formação de orquestra.
Ao longo da apresentação houve ainda espaço para algumas surpresas, nomeadamente a atuação surpresa de todos os formadores com o tema “Bohemian Rhapsody”, dos Queen.
A 4ª Masterclass de Sopros, Cordas e Percussão voltou a ser um espaço fervilhante de criatividade para os 106 jovens músicos da AMA - Academia Musical Arazedense, da Associação Cultural e Recreativa da Carapinheira (ACRC), da AFUV, da Associação Filarmónica 25 de Setembro e da FIRA - Filarmónica de Instrução e Recreio de Abrunheira.
Recorda-se que que a iniciativa não teve custos para os participantes, tendo sido assegurada a formação, o transporte e a alimentação.
A par do sempre surpreendente concerto de encerramento, os participantes, ao longo da semana e sob a orientação de Maria Helena Ruas (flautas), Maria Diz (oboé), Edgar Cantante e Ricardo Torres (clarinete), Daniel Tapadinhas (trompete), Luís Salgado (saxofone), Pedro Maia (trompa), Elias Fernandes (trombone/ bombardino/tuba), Tiago Batista (percussão) e Andreia Monteiro (violino) reforçaram as suas competências nas áreas postura corporal, projeção sonora (projeção, timbre, afinação), respiração, leitura musical ou estudo individualizado.
Com o intuito de continuar a inovar, na edição de 2019, às classes de sopros e percussão somou-se uma classe de cordas (violinos), reforçando, deste modo, a apetência criativa e dinâmica de uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e que contou também com o apoio da ADA – Associação Diogo de Azambuja e as parcerias da AFUV, AMA, ACRC, 25 de Setembro e FIRA.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © Foz ao Minuto