Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

31 de março de 2019

XXII Festival da Lampreia | Sabores do Rio invadiu a Ereira





Durante o fim de semana de 30 e 31 de março, ao almoço, a excelência da gastronomia invade a freguesia da Ereira com a 22ª edição do Festival da Lampreia | Sabores do Rio. Com palavras de elogio e agradecimento à Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, “por todo o apoio na divulgação do festival”, à Junta de Freguesia da Ereira, ao Grupo Folclórico da Ereira e aos diversos expositores presentes, Joaquim Coelho, presidente Associação Cultural Desportiva e Social (ACDS) da Ereira, congratulou-se “pela adesão demonstrada e que reúne participantes de todo o país”. Na abertura do festival, no dia 30 de março, o dirigente reforçou a qualidade gastronómica do festival e deu garantias de que “toda a lampreia que vai ser servida foi apanhada no Rio Mondego e que o arroz é da Ereira”. De igual modo, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, acompanhado da adjunta Delmina Leitão e do presidente da Junta de Freguesia da Ereira, Vasco Martins, saudou a realização da iniciativa e destacou o apoio da Junta de Freguesia na realização do evento gastronómico e o trabalho da ACDS da Ereira em “manter viva a tradição e com a qualidade com que faz com o festival tenha a duração de dois dias”. Ao destacar “as características muito próprias e especiais do arroz do Baixo Mondego que são reconhecidas internacionalmente”, o edil montemorense, com algum humor à mistura, reforçou: “A lampreia, que sobe o rio, quando se casa com o arroz do Baixo Mondego só pode dar um arroz divinal que o apreciadores reconhecem como o melhor de todos e que quando se encontra na Ereira, o casal é feliz”. A ementa, capaz de fazer crescer água na boca, volta a ser preparada por Clara Silva e Rosália Albuquerque. O peixe do rio frito, a sopa de peixe, o arroz de lampreia e o sempre saboroso arroz doce são algumas das iguarias apresentadas. Ao longo dos dois dias, vão ser preparadas 180 lampreias e 44 kg de arroz da Ereira. No decorrer do certame gastronómico, a organização estima receber mais de 300 participantes que, a par das propostas gastronómicas, vão poder também adquirir arroz carolino produzido na freguesia e outros produtos locais e regionais. A animação fica a cargo do grupo Musical Band e do Grupo Folclórico da Ereira. “Montemor por Moçambique” reforçou apelo solidário na Ereira No âmbito da campanha de recolha de bens “Montemor por Moçambique”, promovida pelo município de Montemor-o-Velho, no final do almoço de sábado, dia 30 de março, o deputado da Assembleia da República de Moçambique, vice-presidente da Comissão das Relações Internacionais, Cooperação e Comunidades e porta-voz da bancada da Renamo na Assembleia da República Moçambicana, Mohamad da Costa Ali Yassine, no decorrer de um périplo pelo concelho, aproveitou o momento para agradecer a solidariedade demonstrada e reforçou: “Voltámos a Portugal porque sabemos que temos uma porta aberta e sentimos que podemos pedir sem estar envergonhados porque somos e sentimo-nos irmãos dos portugueses”. Ao agradecer a presença do governante e por vir dar o rosto à campanha que tem como destinatário os moçambicanos, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, avançou que todos os bens doados estão a ser inventariados e deixou a garantia de que, em parceira com Mohamad da Costa Ali Yassine, “todos os bens vão ser entregues”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Mais recentes em destaque

Direitos de Autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.

Copyright © Foz ao Minuto