PSP preocupada com burlas a idosos





Têm sido várias as denúncias que, em Coimbra, a Polícia de Segurança Pública tem recebido sobre a mesma Burla. O modus operandi é sempre o mesmo e o objetivo também: burlar população vulnerável. Um homem (ou mais) cuja descrição ainda não temos, aborda as vítimas junto das suas casas e apresenta-se como sendo funcionário de uma Instituição Bancária - sempre a mesma. Consegue ludibriá-las contando-lhes que o cartão de débito que
lhes pertence está danificado ou caducado e que os lesados lho deverão entregar, juntamente com o código PIN. 

«As vítimas acedem, sem desconfiar, e só mais tarde percebem que foram enganadas quando consultam o extrato bancário e detetam movimentos não autorizados. Temos relatos de vítimas que lhe permitiram a entrada em casa, exponenciando,assim, ainda mais o risco associado. Apesar dos vários alertas e das recorrentes Notas de Imprensa que temos emitido, estas ocorrências são quase diárias e pode haver casos que não tenham sido denunciados. O perfil das vítimas é, também, idêntico: idosos que habitam em zonas nobres da cidade, letrados e cujas características fazem crer ter algum poder económico. Ainda assim assumimos que qualquer cidadão poderá ser um potencial alvo» segundo informa a PSP através de nota de imprensa.

Por este motivo a PSP deixa o seguinte alerta: 

 Nunca ceda documentos bancários ou pessoais, nem códigos associados;
 Não é prática das instituições bancárias recorrerem a estes meios (Não têm
funcionários na rua). Se for abordado por alguém tente refugiar-se, chamar as
autoridades e contactar o seu banco. Tente chamar alguém para junto de si;
 Não confie cegamente em quem não conhece. O discurso e apresentação não
são garantia de seriedade;
 Quando o interlocutor lhe é desconhecido, memorize os seus traços físicos e
indumentária;
 Conte sempre com a sua Polícia.

Publicar um comentário

0 Comentários