Alunos da Escola Bernardino Machado assinalaram o Dia Internacional da Língua Materna


No dia 21 de fevereiro, na Escola Secundária Bernardino Machado , festejou-se o continente afetivo que é a língua materna, sobretudo para aqueles que longe do país têm na língua, memória, pátria, saudade, identidade, por isso a Biblioteca Escolar, desta escola, vestiu-se a rigor de cor, alvoroço, risos e sorrisos e comemorou o Dia Internacional da Língua Materna. 


A turma do 7.º E preparou, com a professora Isabel Gomes, no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, e em colaboração com a biblioteca escolar, uma atividade intitulada «Diálogos de Interculturalidade», que contou também com a participação de pais/encarregados de educação. 


Os «Diálogos de Interculturalidade» consistiram na dramatização de pequenos sketches, redigidos pelos alunos, que ilustraram situações quotidianas de diferentes países, na língua/dialeto falado em cada um deles. O recurso à poesia, à literatura popular, ao canto e à dança permitiu retratar a riqueza das diferentes tradições culturais. Graças à gentileza de alguns encarregados de educação houve ainda a degustação de especialidades gastronómicas características de alguns países. Os «Diálogos de Interculturalidade», em português (de Portugal e do Brasil), língua gestual portuguesa, mirandês, crioulos da Guiné-Bissau e de Angola, ucraniano, francês e inglês, pretenderam ser uma amostra da diversidade linguística existente nos países de origem dos alunos desta turma, constituindo uma minúscula amostra da diversidade linguística existente no mundo. O que foi solicitado ao público foi que ouvisse e que, mesmo sem perceber tudo o que era falado, apreciasse a beleza de cada uma das diferentes línguas. A julgar pela reação dos presentes (alunos, professores, funcionários, pais e encarregados de educação), a atividade foi efetivamente bastante apreciada.

Publicar um comentário

0 Comentários