Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

Publicidade

20 de janeiro de 2019

Nacional de Juvenis: Naval foi derrotada por Sintrense (1-3)

Foto de Paulo Fernandes



Por Paulo Fernandes

Crónica: A Naval 1893 recebeu e foi derrotada pelo SU Sintrense por 1-3 esta sábado num jogo em que os visitantes foram superiores. Começou bem a Naval com a conquista de um canto pelo lado esquerdo do seu ataque em que José Gata centrou e José Bento de cabeça atirou a rasar o poste. Os rapazes do Sintrense foram conquistando aos poucos o meio campo e como consequência começaram a aparecer os lances de perigo na área Navalista, o primeiro lance foi aos 17´em que Diogo Estácio assiste já na área Fábio Baldé e este de primeira remata ao lado, aos 23´o mesmo Fábio Baldé num potente remate viu a bola passar por cima da trave da baliza Navalista. Aos 25´surgiu o primeiro golo da partida, Simão Coelho cruzou para a pequena área muito bem do lado esquerdo do ataque Sintrense, encontrou Diogo Estácio que livre de marcação surgiu nas alturas e de cabeça inaugurou a partida. A Naval tardava em conseguir colocar a bola em zonas mais avançadas no terreno de jogo e o Sintrense insistia em ganhar bolas no meio campo dos visitados, empurrando assim a Naval em posição defensiva para dentro da sua área. Num lance de insistência atacante aos 31´Diogo Cardoso do Sintrense e Henrique Sousa da Naval “embrulham-se” na corrida pela disputa da bola dentro da área Navalista com queda do primeiro, o Juiz da partida marcou grande penalidade, Simão Coelho chamado para a sua conversão não perdoou e com remate colocado e potente não deu qualquer hipótese ao guardião Henrique Fernandes que apesar de ter conseguido adivinhar o lado para onde a bola seria colocada e do seu voo, não conseguiu parar o remate. Estava feito o 2º golo dos visitantes e a Naval a ter que “correr atrás do prejuízo”, Miguel Afonso mexeu na equipa da Figueira e lançou no jogo Pedro Caldeira aos 34´ de forma a tornar a equipa mais ofensiva, mas, até ao final da primeira parte só se aproximou da baliza dos visitantes uma vez e o perigo foi criado por José Bento que num pontapé forte fora da área viu o defesa Fábio Celestino desviar a bola e esta sair por cima da baliza do Sintrense. Havia que “ajustar as pedras” por parte de ambas as equipas no intervalo e foram essas as intenções de ambos os treinadores, mas a noite já estava instalada no Campo de treinos do Municipal José Bento Pessoa, a chuva, o frio teimavam em impor-se e o cansaço dos jogadores começava a fazer-se sentir também. No reatar da partida aos 47´numa falta sobre o Navalista Pedro Caldeira sobre a linha da grande área do Sintrense pelo lado direito do ataque Navalista, José Bento na sua conversão levou o guardião Paulo Cassoco a ter que se aplicar a fundo e fazer a defesa da tarde. O Sintrense não desarmava e continuava claramente a conquistar a “guerra” do meio campo, aos 51´conquistou um canto do lado esquerdo do seu ataque, marcado á maneira curta a bola circulou fora da área entre médios e avançados do Sintrense até encontrar no lado direito Igor Sá que isolado de primeira aplicou forte remate que bate inadvertidamente nas costas de um defesa da Naval, sofre um ligeiro desvio e entra na baliza num ângulo impossível de defesa, estava feito o 3º dos rapazes de Sintra. A Naval não desistia apesar do resultado penoso e aos 56´conseguiu o desejado tento, Pedro Lucas faz o cruzamento do lado direito do ataque Navalista para a pequena área do Sintrense, encontra Bernardo Matos que remata de primeira ao poste e José Bento concretizou na recarga fazendo assim o tento único dos rapazes da casa. O jogo entrou (após o golo da Naval) numa fase em que os lances mais viris iam acontecendo com maior frequência de parte a parte, a disciplina foi sendo aplicada para ambos os lados pelo arbitro da partida Sr. José Casegas, mas a qualidade baixou naturalmente com tanta paragem. Os da casa não desistiam e os visitantes começavam a permanecer cada vez mais tempo dentro da sua grande área para proteger as investidas dos rapazes da Figueira, a melhor oportunidade neste período para estes surgiu por Pedro Lucas, que após bom passe de desmarcação de Pedro Caldeira, não conseguiu levar a melhor no 1:1 com o Guarda Redes do Sintrense já dentro da sua área. Mas ainda restava tempo (78´) para um bom remate de Henrique Sousa de fora da área pelo lado esquerdo da baliza Sintrense, que viu o guardião Paulo Cassoco defender tranquilamente a bola que saiu á figura e aos 79´para Pedro Lucas num lance de insistência atacante tropeçar num adversário na disputa da bola dentro da pequena área do Sintrense e na queda ainda remata com a bola a sair pela linha de fundo muito perto do poste da baliza para desalento dos rapazes da Figueira, que diga-se nunca “vergarão” á melhor qualidade de jogo apresentada pelos jovens Sintrenses. Resultado justo para os Sintrenses pela capacidade de finalização eficaz com que se apresentaram na Figueira da Foz, bom trabalho do trio de arbitragem da AF Viseu que interveio quando e como o tinha que fazer durante a partida. 











Campeonato Nacional de Juniores B (SUB-17) 2ª Fase Série C

Resultado Final: Associação Naval 1893 (1 x 3) SU Sintrense

Associação Naval 1893 SU Sintrense
Henrique Fernandes
Henrique Sousa
João Lavos
Gerson Neves (72´)
José Gata
Pedro Lucas
Dinis Santos
José Bento
Bernardo Matos (53´)
Rui Cunha (34´)
Tomás Costa (Capitão)

Paulo Cassoco
Martim Alves
Fábio Celestino (Capitão)
Ricardo Roussado
Diogo Cardoso
Flávio Gonçalves
Diogo Estácio (65´)
Fábio Baldé
Igor Sá
Simão Coelho (80´)
Venilson Manuel (72´)
Treinador: Carlos Afonso Treinador: Mário Dinis
Suplentes:
Vítor Guardado
Ruben Loureiro (72´)
Rodrigo Raquete
Pedro Caldeira (34´)
Vasco Catatão
Ruben Ribeiro (53´)
José Marques

Suplentes:
Daniel Brito
Beni
Leandro Victor (65´)
Afonso Pirão (72´)
Rafa Pereira (80´)
Ivo Vitorino
Guilherme Peres

Disciplina:
Cartões Amarelos
José Bento (44´)
Henrique Sousa (65´)
João Lavos (66´)
Cartões Vermelhos
Sem Registo

Disciplina:
Cartões Amarelos
Flávio Gonçalves (41´)(70´)
Ricardo Roussado (44´)
Cartões Vermelhos
Flávio Gonçalves (70´PA)

Golo(s):
José Bento (56´)

Golo(s):
Diogo Estácio (25´)
Simão Coelho (32´GP)
Igor Sá (51´)

Tempo Extra 1ª parte: 0 minutos Tempo Extra 2ª parte: 3 minutos
Árbitros: AF Viseu
Principal: José Casegas
Auxiliar 1: Hugo Marques
Auxiliar 2: Bruno Nascimento

Local do Jogo: Campo de Treinos Estádio
Municipal José Bento Pessoa
Data: 19/01/2019 Hora: 17:00
Assistência: aproximadamente 70 pessoas


Sem comentários:

Enviar um comentário

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

Mais recentes em destaque

Direitos de Autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.

Copyright © Foz ao Minuto