Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

24 de janeiro de 2019

JP/Fig.da Foz preocupada com «êxodo juvenil» e defende «criação de bolsa de mérito universitário»



A Juventude Popular da Figueira da Foz entregou ontem um conjunto de propostas que pretende ver a ser discutidas no Conselho Municipal da Juventude que se irá realizar no próximo dia 1 de Fevereiro, leia na íntegra o comunicado da JP Figueira da Foz:


«Este é um órgão consultivo do Município sobre matérias relacionadas com a política de juventude. Relembramos que na última Assembleia Municipal a JP da Figueira interveio no sentido de alertar os Deputados Municipais para a inactividade deste órgão, e o subsequente desrespeito pela lei. Legalmente o CMJFF deve reunir ordinariamente 4 vezes por ano. Em 2017 e 2018 só se realizaram uma reunião ordinária em cada ano. Ficamos contentes por verificar que um mês após a denuncia efectuada pela JP da Figueira foi finalmente marcada uma reunião deste órgão. As propostas que a JP da Figueira pretende ver a ser discutidas no próximo CMJFF são apenas as que achamos mais urgentes das muitas que temos desenvolvido e que aguardavam oportunidade para serem apresentadas. Esperamos que daqui em diante o CMJFF comece a funcionar com a regularidade que a lei prevê de forma a podermos apresentar a totalidade das nossas propostas bem como novas que naturalmente hão de surgir. Assim propomos uma “Alteração ao Regimento do CMJFF”, fruto de uma análise profunda ao mesmo do levantamento das necessidades e lacunas que a atual versão contém. Já em reuniões anteriores foram sendo feitas pequenas alterações, mas nunca uma revisão estrutural do documento. Apresentamos uma proposta no sentido do “Alargamento do horário de funcionamento da Biblioteca Pública Municipal” no período das épocas de exames do ensino secundário e superior. A Biblioteca Pública Municipal é um local de eleição para estudantes Figueirenses nestes períodos, pelas condições adequadas ao estudo e concentração que oferece. Atualmente esta funciona num horário em que está encerrada aos Domingos e aos Sábados de manhã. O sucesso académico dos nossos estudantes depende em grande medida das condições de estudo que estes têm. Assim achamos que o município deve fazer um esforço, uma vez que já tem os espaços, no sentido de alargar o seu horário de utilização. Mais uma vez apresentamos ideias para a “Comemorações do Dia Internacional da Juventude 2019”, a proposta que levamos é muito semelhante à apresentada em 2018 e que mereceu críticas muito positivas quer da Autarquia quer da população, chegando mesmo algumas ideias a ser implementadas. Esta data é já comemorada anualmente pelo Município, mas com uma reduzida dimensão face ao que merece. O Dia Internacional da Juventude é a 12 de Agosto, altura em que se verifica uma enorme afluência da turistas à nossa cidade. Assim este deve ser um evento diferenciador e ser uma das alavancas de promoção turística.

O teor da proposta é a organização de um evento de juventude inspirado no evento Serralves em Festa, que se organiza anualmente na Cidade do Porto. Pretendemos que a partir de este ano seja feito um verdadeiro “Desconto jovem nas piscinas Municipais”, em que todos os jovens até aos 25 anos possam usufruir deste desconto. Não queremos continuar a assistir a funcionários da autarquia adultos a ter um desconto superior ao praticado aos nossos jovens! Nem o Presidente da Câmara a achar que o lugar dos jovens é na praia e não das piscinas públicas. No seguimento do esforço que já vem sido a ser divulgado pela autarquia local queremos a “Abolição do uso de Plásticos de utilização única no Município da Figueira da Foz”, uma proposta que pretende que no espaço de 6 meses os plásticos de utilização única sejam eliminados nos edifícios, espaços e eventos municipais. Numa segunda fase pedimos a criação de uma garrafa de água reutilizável a ser distribuída gratuitamente aos clubes e associações desportivas do concelho, que tenham por hábito a utilização de garrafas de plástico descartáveis. Sugerimos ainda a criação de um fundo de apoio às associações do município destinado à aquisição de copos e utensílios alimentares reutilizáveis, para que nas suas atividades seja abolido o uso de plásticos de uso único. Como forma de aproximar os jovens do CMJFF propomos a realização de um “Concurso de ideias para criação da imagem do CMJFF”. O concurso deve ser realizado, se possível, com a parceria das várias escolas do Município, e o prémio a atribuir não deverá ser um valor monetário ou apenas uma lembrança ou diploma, mas sim uma formação ou outro tipo de atividade que fomente a aprendizagem e valorização pessoal e profissional na área do design. Devido à difícil situação económica que as famílias Portuguesas enfrentam, em que veem o seu poder de compra diminuído, e com a recente diminuição do valor máximo das propinas, que consequentemente determina a perda de bolsa de estudos para muito estudantes, sem que a sua situação económica seja melhorada, a JP da Figueira propõe a “Criação de uma Bolsa de Mérito Universitário” para os estudantes do concelho que estejam a meio de um ciclo de estudos e venham a ter que o abandonar antes da sua conclusão por perderem a bolsa que atualmente lhes permite estudar. Pretendemos ainda ver apoiados os jovens com mérito académico e que pretendam seguir estudos superiores, mas que se encontrem em situação de insuficiência financeira e ao mesmo tempo não sejam elegíveis para bolsa de estudos face às novas regras. Queremos ver realizada a “Criação de um Cheque Cultura Jovem”, que possa ser usado em todos os espaços e serviços culturais da Autarquia, como visitas ao Museu, espectáculos no CAE ou outros eventos do Município. Sendo a prática desportiva essencial para o desenvolvimento dos jovens propomos a “Criação de um Cheque Desporto Jovem” que possa ser usado em todas as Associações ou Clubes desportivos do Concelho, servindo exclusivamente para o pagamento de mensalidades desportivas. Por fim queremos ainda ver a ser realizado um “Estudo sobre as migrações dos jovens do Concelho”.

No Concelho da Figueira da Foz assiste-se a um enorme êxodo juvenil, que muitas vezes saem para prosseguir estudos superiores sem que depois regressem à sua terra. Queremos um estudo que permita apurar para onde estes se deslocam e os factores principais que os podem fazer regressar. Desta forma pretendemos que a Autarquia seja dotada de dados concretos que permitam a construção de uma política de atracção juvenil eficaz».

Sem comentários:

Enviar um comentário

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto