Dois pescadores perderam a vida em 2007: Tribunal da Relação mandou repetir parcialmente o julgamento



O tribunal da Relação de Coimbra mandou repetir parcialmente o julgamento que absolveu os arguidos num processo referente às obras da Ponte dos Arcos, na Figueira da Foz, do qual resultou o afundamento de uma embarcação e consequente morte de dois pescadores (Manuel Pata de 71 anos, e Clemente Imaginário de 69 anos) em Março de 2007 (na manhã do dia 19), cujo o julgamento se realizou em 2014.



O acórdão proferido após um longo intervalo foi causada por questões processuais ligadas à seguradora da dona da obra, a Estradas de Portugal. 

Os pescadores seguiam num pequeno bote de pesca artesanal, próximo do local onde se realizavam as obras, no braço sul do Rio Mondego. 

Amanhã realiza-se em Coimbra, no Tribunal da Relação, uma  nova audiência, e está também marcada outra para dia 7 de Fevereiro de 2019.

Publicar um comentário

0 Comentários