Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

22 de dezembro de 2018

136 anos dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz comemorados com distinções e condecorações



Por Joel Perpétuo


Realizou-se esta sexta-feira a sessão solene comemorativa dos 136 anos dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, uma sessão que teve como convidados de honra, D.Duarte Pio e Vítor Melícias, que foram condecorados pela corporação organizadora, recebendo o duque de Bragança uma réplica do título de Real Associação atribuído aos Bombeiros Voluntários aniversariantes, ainda no período monárquico, enquanto que o padre e Presidente honorário da Liga dos Bombeiros foi distinguido com um colar de Honra.


Lídio Lopes, Presidente da Instituição aniversariante, anunciou a sua recandidatura a um novo mandato de três anos. E falou da importância dos bombeiros portugueses «que são 98% do socorro em Portugal em qualquer teatro de operações, os bombeiros não são uma força do sistema de protecção civil, mas sim a força do sistema de protecção civil» referiu. «Os bombeiros são os primeiros agentes, e qualquer equação tem de ter essa premissa, é preciso reformar este frágil sistema de protecção civil, que evidenciou estar ultrapassado e tem demonstrado falhas».

Abordou também o ano 2018, que «não foi um fácil, foi de concretização e preocupações» e destacou a inauguração das as obras de profunda requalificação da secção destacada do Paião (orçada em cerca de 200 mil euros), que estava num estado lastimável, imprópria para o uso de gente» referiu e agradeceu à CMFF pelo apoio.

«Estamos felizes com a existência de mais meios à disposição da população, mas ficamos tristes e desapontados pela forma rasteira, às escondidas por parte do INEM pela solicitação de segredo ao fornecedor,» referindo-se à forma como foi atribuída a nova unidade móvel de emergência do INEM à delegação da Cruz Vermelha da Figueira da Foz.


«Já se realizaram 26 partos nas nossas ambulâncias, naquela que é considerada a maior maternidade do país, a A14» referiu o Presidente dos BVFF.

Acrescentando que continua preocupado com a possibilidade de um dia poder algo correr mal (à criança ou à mãe) e «nesse dia o Estado pedir responsabilidades aos bombeiros», por esse motivo referiu que já se antecipou com os serviços jurídicos e que numa situação dessa natureza, a culpa «será do Ministro da Saúde ou Secretário de Estado da Saúde, mas não será com certeza dos Bombeiros que têm de prestar um serviço para o qual o governo cria más condições» referindo o fecho da maternidade da Figueira da Foz».

«Agora as senhoras têm de ir ter os seus bebés a Coimbra, e nós temos de ter bebés com elas pelo caminho,  isto terá de um dia se resolver» conclui.

O Comandante dos Bombeiros Voluntários, João Moreira apresentou alguns números referentes ao ano de 2018, onde «os BVFF registaram 4600 ocorrências, mais de um milhão de quilómetros percorridos pelas viaturas dos BVFF, 16750 doentes transportados, e um total 21 mil horas gastas em missões» num ano que considerou «difícil no que diz respeito á tipologia das ocorrências».  

Em relação á condecoração, que recebeu mostrou-se «honrado» mas fez questão de partilhar a medalha com todos os Bombeiros com quem trabalha, afirmando que «sem eles não é ninguém».

D.Duarte Pio começou por referir que não se sentia meritório da honra que lhe foi feita mas ficou «muito feliz com esta oportunidade, porque é uma maneira também de continuar a promover a causa humanitária dos bombeiros voluntárias, e de todas as instituições que têm lutado com risco de vida pelo bem da comunidade». O Duque de Bragança deixou também uma promessa: «farei os possíveis para fazer o melhor pelos bombeiros portugueses».

O Padre Vítor Melícias, agradeceu a homenagem falando de «valores da cidadania e humanidade, fraternidade e da capacidade de dar vida por vida», enaltecendo «o papel dos bombeiros», e explicando que foi por esses valores e pelos bombeiros que aceita a homenagem».

Também nesta sessão foram atribuídas medalhas, de assiduidade aos Bombeiros, Rafael Curto (Grau Cobre - 5 anos), Nuno Domingos (Grau Prata- 10 anos), Ana Lúcia Rocha (Grau Ouro- 15 anos). Enquanto a medalha de dedicação foi entregue a Carlos Romeiro (Grau Ouro- 25 anos), e o 1.º lugar do Quadro de Honra da Associação foi para Vítor Ramos.




Veja as fotografias das comemorações aqui


Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Principais destaques da semana

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI
Copyright © Foz ao Minuto