Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

26 de novembro de 2018

"O Clube gasta 18 mil euros por ano só para pagar pavilhões" - SCF vai comemorar o centenário no próximo dia 1 de Dezembro

Foto de SCF


No próximo dia 1 de Dezembro o Sporting Clube Figueirense (SCF) vai comemorar o seu primeiro centenário, que começou a ser celebrado com o encontro de gerações durante o mês de Setembro, no próximo dia 30 de Novembro, as comemorações continuam, com a inauguração de uma exposição evocativa dos 100 anos do clube e da sua história, no Museu Municipal, à qual se segue o lançamento da medalha comemorativa assim como do livro evocativo do centenário.


Oriana Cação, Presidente do clube aniversariante, em declarações à FOZ AO MINUTO explicou que apesar de «não ter ainda a noção do número de sócios que vai comparecer», espera «que os sócios apareçam tanto os mais velhos como os mais novos, para mostrar que o SCF está vivo».

«Gostava que fossem á Exposição de Fotografia no Museu Municipal, ao almoço no dia 1, no dia 7 na sessão solene no Auditório do Museu Municipal, que estejam presentes não só nas comemorações mas também que acompanhem as actividades do clube ao longo da época» explicou a dirigente do clube.

Também a Companhia do Coliseu Figueirense, vai homenagear o SCF.

«A companhia do Coliseu Figueirense, à semelhança do que fez com outros clubes centenários, quer fazer uma homenagem ao SCF, com a colocação de uma placa, no Coliseu,  no dia 1 de dezembro pelas 10h30, (não está no programa porque foi uma informação mais recente)» revelou Oriana Cação.

Confrontada se pretende ter outras modalidades, à semelhança de outros tempos, a dirigente respondeu que «não, pelo menos enquanto for Presidente, não tenho essa intenção, já fomos abordados várias vezes nesse sentido, mas além de não termos estruturas próprias, financeiramente não é viável» esclareceu a Presidente do clube figueirense.

Questionada com a possibilidade de ter basquetebol masculino e equipa senior de basquetebol feminina, elucidou que «no que diz respeito ao basquetebol masculino, o SCF tem neste momento um protocolo com o Ginásio Clube Figueirense, no qual foi decidido de comum acordo que o Ginásio fica com o basquetebol masculino e o SCF com o feminino, e esse protocolo está neste momento a decorrer, além disso seria também complicado devido á falta de estruturas do clube».

«Em relação á equipa sénior, é uma situação diferente» - afirmou a dirigente, acrescentando - «as atletas seniores vão estudar para fora da Figueira da Foz de uma forma geral, o que implica que não podem treinar, e depois de concluírem os estudos, a percentagem que volta para a Figueira é muito pequena, o que não permite ter uma equipa senior, a não ser que o clube tivesse condições financeiras para ir buscar atletas fora da Figueira, mas isso é uma situação que neste momento não é possível».


Sobre a responsabilidade de ser a Presidente de um clube histórico, acrescida ao facto de ser a Presidente no ano do centenário, e a resposta da Presidente do SCF foi taxativa «não sinto uma responsabilidade diferente, por ser o ano do centenário, sinto apenas mais trabalho, porque o centenário implica algumas comemorações que não são usuais, mais trabalho sim mais responsabilidade não».

Voltando às comemorações, explicou como surgiu a ideia do livro e da medalha para comemorar o centenário. «A medalha comemorativa é usual e tradicional fazer-se nos centenários, o lançamento do livro e a exposição fotográfica, foram sugestões da Comissão de Centenário (composta por alguns sócios mais antigos) que sugeriram essas actividades».


Oriana Cação recordou alguns dos pontos mais altos do clube, explicando que quando foi para a direcção o SCF já só tinha basquetebol (apenas uma equipa masculina e o resto constituído por equipas femininas) e nesse período assistiu a títulos do clube como terem sido campeões nacionais de Juvenis, a subida da II Divisão à I Divisão (que hoje é a Liga Profissional), mas recordou também momentos mais antigos, ainda antes de fazer parte da direcção, como por exemplo as equipas de basquetebol feminino terem sido campeãs nacionais da II e III Divisão.

Recordou também que na época passada, o clube esteve perto de conseguir ir à fase final de sub-16, ficando apenas a um jogo desse objetivo, esperando que «este ano consigam chegar lá».


Abordada sobre a existência de algum projecto para o clube ter o seu próprio pavilhão, explicou que «não há projecto mas existe o sonho, já sondamos alguns valores, mas são valores muito elevados e neste momento não temos possibilidades de avançar para isso, por tanto vamos sonhando, pode ser que um dia se proporcione, mas mesmo a longo prazo é muito difícil, porque os valores do pavilhão, mesmo sem luxos, só com o suficiente para funcionar como sede e pavilhão desportivo, são no minimo 600 mil euros».

"O Clube gasta 18 mil euros por ano só para pagar pavilhões"
Questionada sobre a maior necessidade do clube neste momento a Presidente foi resoluta: «o clube precisa de dinheiro, em termos de material desportivo o clube está bem, precisa é de dinheiro, porque despendemos uma verba de 18 mil euros por ano só em pavilhões, temos também outras despesas, como inscrições, deslocações para os jogos, e arbitragens, mas efectivamente as despesas com os pavilhões são o mais complicado».

Acrescentou ainda que os pais das atletas dão uma enorme ajuda com deslocações, uma ajuda que caso não acontecesse, tornava impossível a competição do clube».

O Sporting Clube Figueirense prestes a completar 100 anos de existência, com cerca de 500 associados, e com a sua actividade desportiva exclusivamente dedicada ao basquetebol, o terceiro clube desportivo mais antigo do concelho continua ainda em actividade e com resultados bastante positivos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto