Funcionamento cognitivo e afectos em destaque na Semana Municipal da Igualdade em Montemor-o-Velho



No dia 22 de novembro, a Semana Municipal da Igualdade do Município de Montemor-o-Velho dedicou uma sessão à população sénior, IPSS´s e público em geral que encheu o Salão Nobre da autarquia montemorense para debater as temáticas do funcionamento cognitivo e dos afetos.

Na abertura da sessão, o adjunto do Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Rui Santos, ao saudar e agradecer a presença de todos, reforçou: “A temática da igualdade de género é muito importante para nós. Por isso, a Câmara Municipal, com a parceria da Rede Social - Núcleo Executivo, fez questão de preparar uma semana dedicada a estas temáticas e que chegasse a diversos públicos”.
Confiante de que “a Semana Municipal da Igualdade é uma iniciativa que vai dar o seu contributo para a construção de um território cada vez mais inclusivo”, Rui Santos reforçou: “Continuamos, com empenho, a desenvolver iniciativas que estimulem a cidadania e a igualdade de género, fazendo de Montemor-o-Velho um concelho que pratica e sente a igualdade diariamente”.
“Foi uma sessão muito interessante e promotora também de uma linguagem de igualdade, ao permitir que se tenham abordado temas que, à partida, poderiam ser tabus para os seniores. Foi um momento de partilha muito agradável. Somos todos humanos, somos todos iguais”.
Antes do período de debates e troca de ideias, Mónica Sousa, criadora do PAPI - Programa de Apoio Psicológico do Idoso®, apresentou o tema “Funcionamento cognitivo de entre Homens e Mulheres”, e Ana Rita Marques Trindade, gerontóloga social, abortou o tema “Igualdade e Educação – O envelhecimento, os afetos e a sexualidade”.
Na Piscina Municipal, decorreram também , ao longo do dia, duas ações de sensibilização dedicadas a cerca de uma centena de alunos e alunas do 10º ano do Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Velho subordinadas à temática da “Violência no Namoro”, dinamizadas pela Sargento-ajudante Anabela Mendes, do NIAVE (Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas) do Comando Territorial da GNR de Coimbra e por Marta Santos, do Gabinete de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica da AFMP - Associação Fernão Mendes Pinto.

Publicar um comentário

0 Comentários