Juventude Socialista elege novos coordenadores do NES Figueira da Foz e do NES Cristina Torres



Na passada sexta-feira, realizaram-se na sede do partido Socialista Figueira da Foz, as eleições para os secretariados do Núcleo de Estudantes Socialistas (NES) Figueira da Foz e do Núcleo de Estudantes Socialistas (NES) Cristina Torres.


O NES Figueira da Foz passa agora a ser liderado pelo jovem socialista, Diogo Silva, natural da freguesia de São Pedro e estudante na Escola Secundária c/3º Ciclo Dr. Joaquim de Carvalho. Diogo Silva, regressa ao secretariado da estrutura que fundou no ano letivo de 2016/2017, agora como coordenador de núcleo. 

Diogo Silva irá ficar responsável por todos os estudantes socialista figueirenses, excluindo aqueles que estudam na escola secundária c/ 3º ciclo Cristina Torres, dado que os estudantes socialistas deste estabelecimento de ensino têm agora estrutura própria. Diogo Silva afirma “ É um orgulho poder liderar esta estrutura e continuar o excelente trabalho realizado no ultimo mandato. 

Ao longo destes dois últimos dois anos surgiram imensos desafios: um nível generalizado de desinteresse social, uma grande taxa de abstenção jovem, uma desvalorização do sistema politico. Tudo isto apresenta uma necessidade urgente de intervenção, uma reaproximação dos jovens à politica e uma das frentes desta luta é nas escolas. É necessário que os direitos e as vontades dos estudantes Figueirenses sejam protegidos e tenho a certeza que o NES Figueira da Foz fará tudo ao seu alcance para garantir isso.



O Recém-criado NES Cristina Torres, começou a sua atividade na passada sexta-feira, com a eleição de Gonçalo Margato para coordenador do Núcleo. Gonçalo é natural da freguesia de Maiorca e estuda na escola secundária c/ 3º Ciclo Dra. Cristina Torres. Gonçalo Margato afirma “O NES Cristina Torres surge no âmbito de um conjunto de ações que têm sido levadas a cabo pelos alunos da ES Cristina Torres nos últimos tempos. A criação desta estrutura irá contribuir para a promoção da cidadania ativa e da participação democrática junto dos jovens deste estabelecimento de ensino, oriundos das mais dispersas localidades do concelho da Figueira da Foz. Para mim, será uma honra dirigir esta estrutura de modo a permitir a representação dos alunos da ES Cristina Torres de forma política, social e democrática”.

Publicar um comentário

0 Comentários