Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

11 de outubro de 2018

João Ataíde em Bruxelas: Demografia e Inovação no centro da ação



A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), presidida pelo edil da Figueira da Foz, João Ataíde, está em visita, a convite da Representação da Comissão Europeia em Portugal, às instituições europeias em Bruxelas. No âmbito desta visita, João Ataíde e restante comitiva da CIM-RC foram recebidos pelo Comissário Europeu, Carlos Moedas. 

O Presidente da CIM-RC aproveitou a oportunidade para louvar o facto da Comissão «ter colocado no topo das suas prioridades para o Período 2020-2030, a Demografia, tanto na vertente da diminuição da natalidade como na do envelhecimento da população», uma questão que, em Portugal, «é gravíssima, nomeadamente nos territórios do interior cuja depressão económica e social se tem acentuado», afirmou. João Ataíde solicitou ao Comissário Carlos Moedas «apoio na defesa de um Programa Operacional Temático para os Territórios de Baixa Densidade», sublinhando que, «mais do que medidas de discriminação positiva, é necessário, nos domínios da política de coesão, criar um instrumento que permita capacitar os agentes e criar mecanismos de atração e fixação de pessoas e atração de investimento». 

O Presidente da CIM-RC lançou ainda ao Comissário Carlos Moedas «o desafio de colocar na agenda do instrumento que venha a suceder ao Horizonte 2020 a criação de instrumentos que permitam atrair empresas, centros de investigação e ciência para estes territórios, onde laboratórios vivos com base nos recursos existentes  e através de mecanismo diferenciadores possam conseguir que a ciência também chegue ao interior de Portugal».


João Ataíde lembrou ainda que «a CIM-RC tem servido como catalisador dos diversos agentes do território» na área da inovação, nomeadamente na área da «transferência de conhecimento e competências para os territórios que atravessam maiores dificuldades neste momento». Apesar do trabalho feito, João Ataíde considerou que «faz falta ciência aplicada e, se possível, aplicada aos territórios onde os centros e universidades estão, por forma a encontrar soluções conjuntas para os problemas e desafios», pedindo apoio concreto, mediante a criação de «medidas que fomentem o trabalho com os territórios, para os territórios e orientados para a resolução dos seus problemas». 

A CIM_RC está já, acrescentou, com a CCDRC, «a trabalhar em algo profundamente inovador, a criação de uma Rede de Brockers de Inovação Territorial», a merecer apoio europeu, considerou.  A concluir, João Ataíde deixou uma nota final para a futura agenda da inovação e desenvolvimento da União Europeia. «Olhem para os territórios como um todo. Se hoje em dia há Smart Cities é necessário que haja, também, Territórios Smart em toda a sua plenitude», disse, dando como exemplo, «o magnífico trabalho que Penela está a fazer nos domínios do Smart Rural e que merece ser conhecido e replicado», defendeu.


O Presidente da CIM-RC reuniu ainda com o eurodeputado Manuel dos Santos, que integra a Comissão de Redação do próximo Orçamento, para tentar antecipar as principais diferenças expectáveis em relação ao presente; saber o nível de execução do Plano Junker em Portugal, as principais dificuldades e o que esperar no futuro desta medida e, ao nível da Política de Coesão e PAC, ficar a par dos cenários previstos para Portugal.  Já na reunião com o eurodeputado Carlos Zorrinho, João Ataíde louvou o trabalho feito, destacando como bom exemplo a iniciativa Wi-fi for All, onde esteve diretamente envolvido, não deixando, porém, de assinalar as suas preocupações relativamente a Portugal no âmbito do futuro da Política de Coesão e PAC, sustentando a necessidade de reforço de investimento “inteligente” nos territórios de baixa densidade.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto