Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

21 de outubro de 2018

Gastronomia e Cultura no VII Grande Capítulo da Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal




“Esperava um momento doce quando aceitei esta honra de fazer parte da Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal (CDTC), não esperava era que fosse um momento tão doce como aquele que estou a viver aqui” avançou, o secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, após ter sido entronizado confrade de honra da CDCT, no dia 20 de outubro, na cerimónia que decorreu na igreja do Convento de Nossa Senhora do Carmo, em Tentúgal.

Na ocasião, o governante, fazendo referência à tempestade que assolou o concelho e a Região, deixou palavras de incentivo ao presidente da Câmara Municipal e ao município de Montemor-o-Velho e referiu: “Sei bem os momentos difíceis que está a viver e que, apesar das dificuldades, juntos conseguiremos ultrapassar os obstáculos que nos vão surgindo pela frente”.
Ao elogiar o trabalho da CDCT e de todos aqueles que continuam “a manter vivas as terras e as suas tradições”, Miguel Freitas reforçou: “A gastronomia portuguesa está muito bem entregue nas mãos das confrarias”.
Ao expressar “um imenso orgulho pelo trabalho que a CDCT e a sua grã-mestre, Olga Cavaleiro, têm feito por Tentúgal”, o presidente da Câmara Municipal, Emílio Torrão, sublinhou: “Se todos fizessem um pouco do trabalho que a CDCT faz, provavelmente o concelho e o país seriam muito melhores”.
Acompanhado do seu adjunto, Rui Santos, o Presidente da Câmara Municipal, perante mais de duas centenas de convivas, em representação de mais de meia centena de confrarias de todo o país, explicou as dificuldades e os avultados prejuízos provocados pela tempestade no concelho, e, ao mostrar-se disponível para ajudar, no âmbito de candidaturas que venham a apresentadas pela CDCT para o arranjo dos danos provocados no convento, deixou um desafio para que, em conjunto, seja criado material promocional que “atraia mais visitantes a Tentúgal”.





“O concelho precisa do trabalho da CDCT e o convento tem toda a legitimidade para ser um pólo de atração turística”, reforçou.
Visivelmente satisfeita do trabalho que a CDCT tem desenvolvido e que ficou bem patente na apresentação multimédia que apresentou as diversas intervenções e áreas de atuação, a grã-mestre da CDTC, Olga Cavaleiro, referiu: “Apesar do momento difícil para Tentúgal e para o concelho, quisemos manter a realização do VII Grande Capítulo que representa um marco importante pelos 11 anos de vida da confraria que tem trazido muito para Tentúgal, mas que tem levado muito de Tentúgal a todo o país e ao mundo”.
“Neste momento, o convento precisa de nós para fazer desta casa aquilo que ela merece. Tivemos 350 anos de presença Carmelita que nós temos que valorizar” reforçou.
Para Olga Cavaleiro, “Receber tantos distintos convidados é a prova de que a confraria pode afirmar a nossa Vila no contexto da nacionalidade e que tudo irá fazer para aproveitar essa visibilidade para trazer mais visitantes para Tentúgal, de modo a desenvolver a nossa Vila e, no imediato, podermos dar seguimento às obras que queremos muito para o nosso convento”.
A par do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural; Ondina Afonso (presidente do Clube Produtores Continente), Paula Vicente (diretora da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve), Paulo Vaz (diretor da Escola de Hotelaria e Turismo de Lamego), Cristina Félix (diretora da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo), Olga Sá (diretora da Escola Profissional Infante D. Henrique), Paulo Amado (diretor das Edições do Gosto), Isabel Machado (escritora), Mickael Salgado e Rosa Monteiro foram entronizados confrades de honra pela “atitude de cumplicidade na defesa e dignificação da nossa riqueza cultural e histórica”, conforme se pôde ouvir no decorrer da cerimónia.
De igual modo, Filipe Carvalho, Sónia Filipe, Raquel Dias Antunes, Matilde Moreira, Francisco Martins e Jorge Grácio chegaram à família da CDCTC e foram entronizados confrades.
Uma breve explicação sobre o retábulo da Igreja da Misericórdia de Tentúgal, a apresentação da peça de teatro "O Cavaleiro da Rosa", no Largo do Rossio, e o almoço de confraternização foram outros dos momentos que marcaram o VII Grande Capítulo da CDCT.





Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.



FotografiaLDA

Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto