20 arguidos é o resultado da Operação "Enforce IV" levada a cabo pela PSP




«O Departamento de Armas e Explosivos da Direção Nacional da PSP, no âmbito das suas competências em matéria de Investigação Criminal, em particular, das competências específicas da Divisão de Investigação e Fiscalização, apoiado por efetivos dos Comandos Distritais de Aveiro, Braga, Coimbra, Faro, Guarda, Portalegre, Porto, Lisboa, Santarém, Setúbal e Viseu realizou, durante o período de 15 a 23 de outubro de 2018, uma Operação que visava a recolha da prova material para o desenvolvimento de um processo-crime, relacionado com venda de armas através da internet» segundo comunicado da PSP.


Após o cumprimento de 26 mandados de busca domiciliária e 19 mandados de busca não domiciliária nos distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Faro, Guarda, Portalegre, Porto, Lisboa, Santarém, Setúbal e Viseu, foram apreendidos:


·         1 (uma) espingarda calibre 12 GA;
·         39 (trinta e nove) munições de calibre 12GA;
·         1 (uma) arma de alarme, bem como 6 (seis) munições de alarme;
·         2 (duas) munições de arma de fogo, calibre 7,62mm;
·         5 (cinco) reproduções de armas de fogo;
·         9 (nove) bastões extensíveis;
·         12 (doze) aerossóis de defesa.


Com base nas diligências realizadas, foram constituídos 20 arguidos, ficando sujeitos a termo de identidade e residência.

«Esta operação é a quarta fase de diligências processuais inseridas na investigação em curso, tendo sido realizadas, até à data, 172 buscas (domiciliárias e não domiciliárias), abrangendo quase todos os distritos do território nacional, bem como apreendidos um total de 57 bastões extensíveis, 99 aerossóis de defesa, 2 bastões, 1 soqueira, 3 armas de fogo, sendo uma delas transformada, 1 caneta-pistola, 2 armas brancas, 2 matracas, 1 arma de ar comprimido, 6 reproduções de arma de fogo, mais de 307 munições de armas de fogo de vários calibres e material pirotécnico» refere a mesma fonte..

Publicar um comentário

0 Comentários