Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

FotografiaLDA

10 de maio de 2018

Montemor-o-Velho e CIG no caminho de uma “pequena revolução de mentalidades”

MONTEMOR-O-VELHO


O Município de Montemor-o-Velho deu mais um passo no sentido de um território mais inclusivo com a assinatura de um protocolo com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) no sentido de promover o desenvolvimento integrado da perspectiva de género e de igualdade de oportunidades.




Salientando que “este é um trabalho que já começou a ser feito há muito tempo”, com um vasto conjunto de acções e iniciativas que o Município tem dinamizado e, sobretudo, “com a postura que adoptamos diariamente, de sensibilização, participação, fortalecimento a cidadania, respeito pela diferença praticando a igualdade”, Emílio Torrão afirmou que “esta pequena revolução de mentalidades não é apenas a assinatura de um protocolo, é também a afirmação do que sou enquanto indivíduo e do que, enquanto presidente da Câmara e Munícipe, quero para o meu Município”. 

“Firmemente empenhado em que a Igualdade seja uma realidade”, o edil montemorense aproveitou a cerimónia para enaltecer o trabalho desenvolvido por todas as associações e entidades locais, com destaque para o papel pioneiro da Associação Fernão Mendes Pinto, apresentar a conselheira para a cidadania e igualdade do concelho de Montemor-o-Velho, Diana Andrade, que para além de chefe do gabinete do presidente acumula, “por mérito pessoal, distinção e sensibilidade”, esta posição, e recordou o facto da Autarquia ter, pela primeira vez, o pelouro da Igualdade e Cidadania.

Em representação da CIG, Manuel Albano, Director Regional do Norte, sublinhou que o protocolo é um "documento activo, vivo, que se pretende que tenha significado na vida das populações”. “Estamos aqui para trabalhar, demonstrar a minha disponibilidade, institucional e pessoal, para que possamos ajudar a construir, com o nosso "know how" técnico, um concelho mais igualitário”, acrescentou.

No âmbito do protocolo hoje assinado, o Município de Montemor-o-Velho compromete-se, entre outras medidas, a “adoptar um Plano Municipal para a Igualdade entre Mulheres e Homens, que integre a perspectiva de género enquanto estratégia, no quadro da definição, execução e avaliação das políticas e acções desenvolvidas pelo Município. Plano que, de acordo com Manuel Albano, “pode catapultar e servir de incentivo para que se assuma uma lógica supramunicipal”.

A CIG compromete-se, designadamente, a “formar os recursos humanos a designar pela Autarquia”, bem como a “prestar apoio técnico ao plano de trabalho na execução do Plano Municipal para a Igualdade de Género e outras actividades que se enquadrem na área da igualdade de oportunidades”.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto